Sinduscon-AM promete para o fim do mês o Censo da Construção Civil

O Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-AM) vai apresentar aos seus associados e à sociedade em geral, no próximo dia 28 de junho, o Censo do Setor da Construção Civil, o mais completo diagnóstico já realizado em Manaus sobre o setor.

Otrabalho, encomendado pelo Sindicato, compilou e tabulou dados relevantes que vão permitir à indústria da construção civil ter um completo conhecimento e informações importantes do mercado, que são indispensáveis para a tomada de decisões, redução de riscos e assimetria de informações que vão auxiliar os empresários do ramo na hora de investir em novos empreendimentos na cidade de Manaus.

O Censo do Setor da Construção Civil do Amazonas traz um Raio-X  com o volume de empreendimentos ofertados, unidades lançadas, disponibilidades por produto, padrão por região, tipologias, localização, preços médios e demais informações pertinentes a um levantamento completo do mercado – residencial e comercial.

Além  disso, o levantamento reúne o número de alvarás expedidos, quantidade demetro quadrado licenciado e construído, habite-se e número de empregos. O estudo também traz informações sobre o crescimento populacional, estimativa do crescimento do mercado imobiliário e da construção civil no Amazonas, volume de obras contratadas pelos governos Federal, Estadual, Municipal e outros parceiros.

“Esperamos enriquecer o trabalho já desenvolvido pela Ademi-AM  (Associação das Empresas do Mercado Imobiliário no Amazonas) que é sistemático (mensal), e assim disponibilizar dados importantes às Empresas dos diversos segmentos da Construção Civil e assim contribuirmos para o crescimento do setor da construção civil na cidade”, destacou o superintendente do Sinduscon-AM, Cláudio Guenka.

Para o presidente da Comissão da Indústria Imobiliária, Marco Aurélio Bolognese, o Censo é o mais importante estudo sobre o segmento já realizado em Manaus e vai melhorar a atuação das empresas no mercado, possibilitando tomada de decisão de maneira mais rápida e acertiva. “Acredito ser essa uma contribuição essencial neste momento de retomada dos investimentos e na geração de empregos”, ressaltou Bolognese.