Um terço das pessoas olha o celular no meio da noite, diz estudo

Estadão Conteúdo /Diário do Amazonas


São Paulo – Você já acordou no meio da noite para ver se tinha alguma nova mensagem no WhatsApp? Ou, então, acordou apenas para olhar o que estava acontecendo nas redes sociais, como Facebook e Instagram? Fique tranquilo.  Você não está sozinho. Uma nova pesquisa realizada pela consultoria Deloitte com 4 mil pessoas no Reino Unido descobriu que uma a cada três pessoas verificam os seus celulares no meio da noite.

Segundo o estudo, grande parte dessas pessoas liga seus celulares no meio da noite para checar se receberam novas mensagens, para ver notícias e, também, para checar e-mails do trabalho. Além disso, quanto mais jovem, mais frequentemente a pessoa aperta o botão para desbloquear a tela durante a madrugada: metade dos jovens entre 18 e 24 anos admitiram que olham o celular durante a noite. Mais velhos, enquanto isso, olham menos: apenas 14% das pessoas com mais de 65 anos tem esse hábito noturno.

O estudo também alerta, porém, que este hábito pode ser prejudicial, perturbando o sono. A luz brilhante emitida por smartphones pode afetar o relógio biológico, afetando a secreção de melatonina, que regula o ciclo do sono, e fazendo com que fique mais difícil para a pessoa pegar no sono.

A pesquisa ainda alertou: as pessoas “precisam aprender a administrar melhor a sua própria vida com os smartphones, em vez de permitir que esses aparelhos controlem sua vida”.