Zago é apresentado no Internacional e admite desafio em motivar atletas para Série B

Estadão Conteúdo / portal@d24am.com


Porto Alegre – O Internacional apresentou oficialmente seu novo técnico. Antônio Carlos Zago concedeu entrevista coletiva na sala de imprensa do Beira-Rio, na manhã desta terça-feira (13), quando falou do desafio que será para os atletas disputarem a Série B do Campeonato Brasileiro. “O importante é os jogadores encararem a Série B com seriedade, espírito de competição.”

Apresentado pelo presidente eleito do clube, Marcelo Medeiros, Zago iniciou sua fala abordando o tema racismo, que manchou sua imagem como jogador de futebol. “Todos erram. Paguei por isso. Fui perdoado com conversas com Deus”, afirmou, referindo-se ao episódio em que discutiu com um jogador negro, em 2006, e apontou para a cor do próprio braço. Na ocasião, Zago foi punido em 120 dias e teve que se apresentar ao fórum por três anos.

Zago diz não querer ser lembrado como atleta, mas como técnico, depois de como jogador ter defendido a seleção brasileira e, entre outros times, os quatro principais clubes paulistas. “Quero ser reconhecido como treinador. Passei três anos estudando, o que dá visão diferente. Fez com que melhorasse muito”, destacou.

Em relação ao desafio de disputar a Série B, o novo treinador afirmou que terá um importante trabalho em instruir os jogadores a disputar o campeonato, como diz, muito difícil e diferente da Série A.

“O mais importante é a torcida caminhar ao lado do clube no próximo ano como aconteceu no Corinthians. Tínhamos uma realidade diferente porque a maioria dos contratos se encerravam no fim do ano. Não tínhamos um grupo qualificado como tem o Inter hoje. O importante é os jogadores encararem a Série B com seriedade, espírito de competição. Seria importante fazermos uma ótima Série B e manter uma base para a Série A de 2018, com os jogadores bem mais entrosados”, ressalto.

Sobre o elenco para 2017, Zago disse esperar formar “uma equipe de Série A para jogar a B”. “Eu acho que é uma mescla de jogadores que já tenham certo protagonismo com jogadores que tenham vontade de crescer. Uma equipe de Série A disputando a Série B. O Inter é um dos grandes da Série A que passa por esse momento. Vamos fazer de tudo para que o Inter possa retornar o mais rápido possível à Série A. Vamos ter análise de elenco e de jogadores contratados para que a gente possa montar uma equipe forte”, projetou.

Porém, não citou nenhum nome, exceto o do argentino que se tornou um dos maiores ídolos da história do Inter: “Espero contar com o D’Alessandro”. Campeão da Copa Libertadores pelo clube em 2010 e sete vezes campeão gaúcho, o meio-campista foi emprestado ao River Plate em fevereiro deste ano e poderá voltar ao time colorado na próxima temporada.

O Inter foi rebaixado para a Série B pela primeira vez em sua história ao terminar o Brasileirão na 17ª posição, com 43 pontos, depois de ter empatado por 1 a 1 com o Fluminense, fora de casa, na rodada final da competição, no último domingo.