‘Bolsa das Manas’ arrecada doações para moradoras de rua de Manaus

Manaus – Toda mulher tem uma bolsa esquecida no fundo do armário, que não usa mais, mas que por vários motivos, não quer jogar fora. Que tal pegar essa bolsa e juntar alguns itens de sobrevivência, como: sabonete, absorvente, desodorante, etc, para serem doados a mulheres em situação de rua de nossa cidade?

Esta é a proposta do ‘Bolsa das Manas’, uma iniciativa do La Barganha em parceria com a agência Dessana Comunicação Sustentável, para fortalecer a rede de solidariedade entre as mulheres. Inspiradas em uma notícia veiculada na rede social Facebook, há cerca de oito meses, as idealizadoras do projeto, Ayla Vianna, estudante de Relações Públicas da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), e Lais Fernandes, estudante de Ciências Sociais da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), estão organizando uma ação para entregar as bolsas a essas mulheres.

O nome Bolsa das Manas remete a uma gíria manauara amplamente difundida e de fácil identificação e assimilação. “Eu era pouco atenta para situação frágil na qual nós mulheres estamos inseridas, seja aqui ou em qualquer lugar do mundo, e ler a notícia das doações de bolsas foi o ponto de partida para eu começar a fazer o que estava ao meu alcance, por menor que fosse a iniciativa”, declara Ayla Vianna.

O projeto já foi apresentado nas redes sociais do La Barganha e da agência Dessana e foi bem recebido pelo público. “A receptividade foi imensa! Muita gente ainda não tinha ouvido falar dessa ideia de pegar uma bolsa esquecida para doar a mulheres que não tem absolutamente nada e muitas pessoas já nos procuraram para doar os kits”, conta Ayla.

Além das bolsas com os itens básicos, outra forma de ajudar é doando também roupas ou outros itens que possam ser úteis.

Para fazer a doação, basta entrar em contato com Ayla Vianna, por meio do telefone (92) 982513510. As doações para o projeto também estão sendo recebidas no BemDito Bar, um ponto de valorização da cultura local, que fica na Rua XI, 171, no Conjunto Hiléia II, bairro Redenção, zona Oeste.