Brasil tem nove indicações ao Emmy Internacional 2017

O grande destaque ficou com a série Justiça, que concorre em duas categorias diferentes: Melhor Série Dramática e Melhor Atriz, com Adriana Esteves

Estadão Conteúdo / redacao@diarioam.com.br

São Paulo – As produções brasileiras estão muito bem representadas no Emmy Internacional 2017. Foram nove indicações ao prêmio, considerado o Oscar da televisão mundial. Ao todo, são 44 indicados de 18 países diferentes, distribuídos em 11 categorias. Os vencedores serão conhecidos no dia 20 de novembro, em cerimônia realizada em Nova York.

Doméstica. Fátima, papel da atriz, é presa sob falsa acusação de tráfico (Foto: Iara Morselli/Estadão)

O grande destaque ficou com a série Justiça, que concorre em duas categorias diferentes: Melhor Série Dramática e Melhor Atriz, com Adriana Esteves, que interpretou a personagem Fátima. Júlio Andrade, por sua atuação em Um Contra Todos, também disputa como Melhor Ator.

Também representam o País no Emmy Internacional Velho Chico e Totalmente Demais, indicados para  Melhor Novela. Dentre as produções humorísticas, Tá No Ar entrou como Melhor Comédia e o Porta dos Fundos foi indicado Melhor Programa Artístico por Portátil.

Alemão foi indicado a Melhor Filme/Minissérie para Televisão e Crime Time entrou em Melhor Série de Curta Duração.

Confira as categorias onde o Brasil foi indicado

Melhor Telenovela

“30 Vies – Isabelle Cousineau” (Canadá)

“Kara Sevda” (Turquia)

“Totalmente Demais” (Brasil)

“Velho Chico” (Brasil)

Melhor Ator

Julio Andrade em “Um Contra Todos” (Brasil)

Kenneth Branagh em “Wallander” (Reino Unido)

Zanjoe Marudo em “Maalaala Mo Kaya” (Filipinas)

Kad Merad em “Baron Noir” (França)

Melhor Atriz

Adriana Esteves em “Justiça” (Brasil)

Anna Friel em “Marcella” (Reino Unido)

Sonja Gerhardt em “Ku’damm 56” (Alemanha)

Thuso Mbedu em “Is’thunzi” (África do Sul)

Melhor Série Dramática

“Justiça” (Brasil)

“Mammon II” (Noruega)

“Moribito: Guardian of the Spirit” (Japão)

“Wanted” (Austrália)

Melhor Série de Curta Duração

“Ahi Afuera” (Argentina)

“The Amazing Gayl Pile” (Canadá)

“Crime Time” (Brasil)

“Familie Braun” (Alemanha)

Melhor Filme/Minissérie para TV

“Alemão” (Brasil)

“Ne m’abandonne pas” (França)

“Reg” (Reino Unido)

“Tokyo Trial” (Japão)

Melhor Comédia

“Alan Partridge’s Scissored Isle” (Reino Unido)

“Callboys” (Bélgica)

“Rakugo The Movie” (Japão)

“Tá No Ar: a TV na TV” (Brasil)

Melhor Programa Artístico

“Hip-Hop Evolution – The Foundation” (Canadá)

“Never-Ending Man: Hayao Miyazaki” (Japão)

“Portátil (Porta dos Fundos)” (Brasil)

“Robin de Puy – Ik ben het allemaal zelf” (Holanda)