Casarão de Ideias exibe três longas neste fim de semana

'O Colar de Coralina', do diretor Reginaldo Gontijo; 'Excelentíssimos', de Douglas Duarte e 'Comeback', último filme do ator Nelson Xavier, falecido em 2017, estarão em cartaz até domingo (2)

Com informações da Assessoria / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O Cine Casarão, sala de cinema do Centro Cultural Casarão de Ideias, na Rua Barroso, 279, Centro, exibe, neste fim de semana, três longas nacionais: ‘O Colar de Coralina’, do diretor Reginaldo Gontijo; ‘Excelentíssimos’, de Douglas Duarte e ‘Comeback’, último filme do ator Nelson Xavier, falecido em 2017. Os ingressos custam R$ 5 (meia) e R$ 10 (inteira).

O filme ‘O Colar de Coralina’, tem sua exibição nesta sexta-feira (30), às 18h; no sábado (1º), às 20h30 e no domingo (2), às 17h. Estrelado por Letícia Sabatella, no papel da mãe da poetisa Cora Coralina, o longa é o segundo filme brasiliense sobre a escritora goiana a estrear no intervalo de um ano. Em dezembro de 2017, Renato Barbieri misturou ficção e documentário em ‘Cora Coralina – Todas as Vidas’. Em ‘O Colar’, a menina Aninha, futura poeta e doceira, é uma criança considerada feia, frágil, desajeitada e oprimida por praticamente todos que a cercam.

Ela encontra no jogo da amarelinha um meio de superar os próprios limites e, na imaginação, uma fuga do meio opressivo em que vive. Sua infância, marcada pela rejeição, é relembrada na vida adulta por sua ligação afetiva e trágica com o prato azul-pombinho, último de uma coleção de noventa e duas peças, pertencente à sua bisavó Antônia.

Letícia Sabatella está em ‘O Colar de Coralina’ (Foto: Divulgação)

Já o documentário ‘Excelentíssimos’, com duas horas e meia de duração, é exibido a cronologia da crise – das eleições de 2014 à saída do poder da primeira mulher eleita para a presidência da República, no fim de agosto de 2016. O filme fica em cartaz nesta sexta-feira, às 20h30; sábado, às 18h e no domingo, às 19h.

Embora a montagem do filme tenha ocorrido em abril deste ano – portanto, antes do início das campanha à Presidência da República –, o diretor destaca que ali estão as origens do ‘Bolsonarismo’. Além de imagens vistas várias vezes na TV nos últimos anos – como a emblemática e tumultuada votação do processo de impeachment na Câmara dos Deputados, discursos de Dilma, Lula, Eduardo Cunha, Michel Temer e Aécio Neves –, o filme traz cenas exclusivas que revelam detalhes da atividade parlamentar.

Últimas imagens

O filme ‘Comeback – Um Matador Nunca se Aposenta’ tem despedida e revelação. Em um de seus últimos papéis, Nelson Xavier. Ele vive o pistoleiro aposentado Amador. O homem tenta sobreviver no ramo pouco atraente de caça-níqueis – ele loca, entrega e repara. Do outro lado da câmera, Érico Rassi dirige o primeiro longa de ficção da carreira.

Premiado com o troféu de melhor ator no Festival do Rio 2016 pelo papel de Amador, Xavier se aproximou do personagem desde que conheceu o projeto. “A gente sempre quis ele”, conta Rassi, de 45 anos. ‘Comeback’ é um drama brasileiro, com censura para 16 anos, sua duração é de uma hora e meia e está em exibição na sessão de sexta-feira e no sábado, às 16h30.