Exposição internacional de artesanato e decoração fica em Manaus até domingo

Feira que apresenta produtos característicos de outros países e passou por diversos Estados já existia em uma versão grande de pavilhão e foi adaptada para shoppings em uma versão menor

Sofia Lorrane / redacao@diarioam.com.br

Exposição está na praça central do Amazonas Shopping (Foto: Sofia Lorrane/Divulgação)

Manaus – A exposição ‘Espaço Internacional de Artesanato e decoração’, que leva para um shopping uma experiência de feira ao ar livre, ficará em Manaus até domingo (4 de junho), no Amazonas Shopping. A exposição, que já passou por diversos Estados do Brasil, apresenta produtos característicos de outros países.

Segundo uma das coordenadoras do evento, Rosita de Rosis, a ideia da feira já existia em uma versão grande de pavilhão, e foi adaptando para shoppings em uma versão menor. “Trazemos um expositor de cada país e alguns artesãos brasileiros. Os expositores ficam todos no mesmo hotel, a gente vive uma vida meio de cigano, passando por vários lugares. Eu brincava com a minha mãe que eu queria ir junto com o circo e agora eu viajo com esse circo colorido e cheio de cultura”, disse.

A vendedora e artesã Beatrice Jemeli, que veio do Quênia e trabalha há cerda de um ano em feiras viajando pelo País, disse que os outros vendedores se tonaram uma família pra ela. “A gente consegue viver como uma família, eu venho de outro país e uma coisa muito legal foram às amizades que eu fiz, por que anda todo mundo junto, e isso ajuda a não sentir a falta que de certa forma sentimos da família. Eu gosto de experimentar coisas diferentes e não de viver em um lugar só, eu aprendi culturas diferentes e línguas diferentes, acho muito legal ensinar e aprender com outras pessoas”, relatou.

De acordo com Douglas Albuquerque, de Tocantins, que faz artesanato com capim dourado e participa de feiras há mais de 10 anos, os outros expositores são como parentes. “Entre os comerciantes se cria uma certa familiaridade, por que a gente sempre está junto, e meio que a gente se torna uma família. A gente passa os aniversários juntos, algumas datas comemorativas como Dia das Mães e Natal também, uma vez em Balneário Camboriú-SC, o pessoal da feira passou o Réveillon juntos, e a gente foi pra praia. Não passamos com a nossa família, mas a gente criou um vínculo familiar, e isso é muito legal” disse.

A aposentada Terezinha Lucas, 62, disse que já visitou a feira várias vezes e gostou muito das peças. “As peças de decoração e os lustres são bem bonitos. Eu já comprei alguns chaveiros e já experimentei alguns doces e achei muito bom. A feira é uma oportunidade pra conhecer outras culturas, por que nem todo mundo tem a chance de viajar e conhecer outros costumes”.

Veja: