Festival Breves Cenas de Teatro anuncia data

Tradicionalmente realizado no mês de novembro, o festival, organizado pela H Produções, teve sua oitava edição adiada para junho deste ano e contará com 11 espetáculos teatrais

Bruno Mazieri / plus@diarioam.com.br 

‘Gavião de Duas Cabeças’ foi apresentado na 7ª edição do evento (Foto: Divulgação/Flávia Altenfelder)

Manaus – Chegando a sua 8ª edição, o Festival Breves Cenas de Teatro, produzido pela H Produções e Artes Cênica, anunciou, na última semana, sua nova data de realização: de 8 a 11 de junho. O local escolhido foi o Teatro Amazonas (Largo São Sebastião, Centro) e, ao todo, mais de 100 montagens foram inscritas, dentre os quais 11 cenas foram selecionadas por uma curadoria especializada.

Tradicionalmente marcado para o mês de novembro de cada ano, o festival passou apenas por um adiamento. “Na verdade, ele não foi cancelado e nem deixou de ser realizado. O que houve foi esse adiamento, mas por motivos de agenda, pauta e também por conta do reflexo econômico do País. O que é totalmente natural para um evento do porte do ‘Breves’ e com alcance nacional. Uma vez que envolvemos muitos artistas e profissionais da área, acaba sendo um pouco mais complexo para encontrar um período na agenda de todos”, explica Dyego Monnzaho, responsável pela produtora.

Monnzaho ressalta, também, que “comparado com diversos festivais brasileiros que, realmente, pararam ou não foram realizados por anos ou tornaram-se bienais, o ‘Breves’ sempre foi continuado”. “A mudança de data está dentro de um período de seis meses, o que é totalmente natural. Seguimos de forma fiel, comprometida e madura. Do mesmo jeito que sempre foi e com o mesmo brilho”, diz. O evento foi o único contemplado, no Amazonas, pelo edital de cultura da Caixa Econômica Federal.

Referência em todo o País, o ‘Breves’ manteve ao longo de suas sete edições o seu conceito inicial e neste ano não será diferente. “Todos os anos propomos novidades dentro do formato, trazendo novas cores para que o público possa sempre ter uma experiência surpreende, mas sem alterar a sua essência. Afinal, este é o formato que faz dele o sucesso que é. Sempre com cenas curtas, com recorde de público em todas as suas edições, com casa lotada e com conceito artístico”, afirma o produtor.

Juntamente com a apresentação das montagens, o evento conta com uma programação paralela para que atores e apreciadores do teatro possam, de certa forma, adquirir cada vez mais conhecimento, por meio de um intercâmbio cultural com os artistas que chegam de outros Estados. “Temos um espaço de levantamento de ocorrências, trocas de metodologias de criação, discussão sobre pesquisa e linguagem cênicas”, revela. Para participar, Monnzaho informa que não é necessária uma inscrição, basta apenas comparecer nos horários e dias marcados.

Apesar de estar às vésperas do início do festival, o produtor ainda está em fase de confirmação de possíveis convidados nacionais. “Por questões de agenda, ainda estão com algumas indefinições, mas até quarta-feira, dia 31, estará tudo fechado. O que posso adiantar é que as apresentações serão sempre às 20h, com exceção de domingo – 19h –, e sempre com entrada gratuita”, finaliza.