Manaus festeja 20 anos de boi-bumbá

Tradicional evento do calendário amazonense começa nesta segunda-feira, 23, no Complexo Turístico da Ponta Negra. Neste ano, o festejo contará com mais de 30 atrações

Maria Luiza Dacio/ plus@diarioam.com.br

Manaus – Em coletiva realizada nesta sexta-feira, 20, o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula, divulgou a programação da festa de 20 anos do Boi Manaus. O evento tradicional de aniversário da cidade acontece na segunda, 23, e terça-feira, 24, no Complexo Turístico da Ponta Negra.

Boi Manaus segue com programação até terça-feira, 24 (Foto:Divulgação/Manauscult)

Com mais de 30 atrações, entre shows nos trios elétricos e no anfiteatro da Ponta Negra, a programação no dia 23 inicia às 17h30 e segue até as 4h do feriado. Mais tarde, no dia 24, os trios sairão às 15h30 e a festa seguirá até as 22h. Ao todo, o circuito tem 700 metros, da rotatória do Tropical Hotel em direção à rotatória da Avenida do Turismo. Participam da comemoração artistas como: David Assayag e a Marujada do Boi Caprichoso, Sebastião Junior, Marcia Siqueira, Tony Medeiros e a Batucada do Boi Garantido, os grupos Carrapicho e Canto da Mata, além dos artistas presentes na coletiva, entre outros.

Atrações da festa, Israel e Júnior Paulain estiveram presentes falando sobre o repertório e o famoso ‘desafio’, que será comandado pelos irmãos. “O desafio das cores contará com os principais sucessos dos dois bois. É mais uma inovação para quem quiser vir celebrar o aniversário de Manaus”, disse Israel, o apresentador do Boi Garantido. Para Júnior, o desafio vai ser eletrizante e recheado das toadas que fizeram sucesso na arena no festival de Parintins, neste ano.

A programação completa está disponível em vivamanaus.com/boimanaus2017 e na revista PLUS de amanhã, suplemento do DIÁRIO DO AMAZONAS – que também trará outras atrações da data.

Volta dos tururis

O evento, que pelo segundo ano consecutivo acontece na Ponta Negra, conta também com o retorno de um famoso item bastante conhecido pelos frequentadores do maior evento de toada da cidade: o tururi. O abadá típico de eventos com trios elétricos volta ao cenário da festa e, desta vez, a confecção fica por conta dos próprios cantores e não é mais produzida pela Prefeitura, como antigamente.

O cantor Arlindo Júnior explicou sobre o circuito, cujo acesso será mediante a apresentação do item. “Atrás do trio elétrico e dentro da corda só vai  quem tiver o tururi. Mas quem não quiser comprar, pode vir normalmente. Estamos tendo várias atividades no, agora, ‘Shopping do Tururi’, que é um esquenta do Boi Manaus”, comentou.

Para quem quiser comprar o tururi, basta comparecer ao ‘Shopping’, em andamento desde o sábado passado, 14, na Avenida do Samba (ao lado do Sambódromo). “São 20 anos de Boi Manaus, foram três anos sem o tururi, mas o público pedia muito e decidimos fazer nossa produção, com preços acessíveis. É uma festa turística, queremos trazer pessoas de fora para participar e conhecer nossa cultura amazônica”, completou.