‘Ovos de arte’: tendência para a Páscoa

Criações locais chamam a atenção pelo acabamento sofisticado e, claro, preço acessível

Bruno Mazieri/plus@diarioam.com.br

Foto:Divulgação

Manaus – Desde que os ovos de Páscoa artesanais ganharam espaço, principalmente, entre jovens e adultos, as criações se tornaram cada vez mais sofisticadas — recebendo, em alguns casos, status de obras de arte. Prova disso, são os produtos criados pelo casal paulista Lincoln e Fran Horikawa, responsáveis pela LF Doçaria.

Em Manaus há quase dez anos, a dupla, que tem como especialidade doces de festas, entrou no ramo dos ovos a pedido dos amigos. “Na verdade, a Páscoa funciona mais como uma ‘brincadeira’, pois o nosso trabalho mesmo são os docinhos de festa. Mas, se for para fazer algo, que seja bem feito. Então, começamos atendendo os pedidos dos nossos clientes mais antigos e, agora, ganhamos essa proporção”, explica Fran.

A técnica usada pelos dois é a mais moderna no quesito de pintura em chocolate. Uma das linhas que mais chama a atenção é a Pedras Preciosas, cujos ovos podem ser de chocolate branco, ao leite ou meio amargo. “Por se tratar de um trabalho delicado, não adianta ser feito em larga escala, pois o acabamento não vai ser legal. Até pode ser feito, mas somos perfeccionistas”, brinca ela.

A primeira parte da ‘obra de arte’ é a fabricação da casca. Esse processo leva em média de 30 a 40 minutos, cada uma delas. Depois, o chocolate é derretido e adicionado a essa casca, já pintada. Segundo Fran, as pessoas ficam encantadas. “Chega a ser emocionante e engraçado, ao mesmo tempo. Muitos questionam se é tudo comestível, se é chocolate de verdade, se é apenas uma embalagem. E sempre explicamos que tudo é comestível. Não usamos nada tóxico, justamente por acreditarmos no trabalho artesanal”.

Detalhe importante: as bases nas quais os ovos são apoiados também são de chocolate e servem para diferenciar cada tipo de chocolate. Quanto mais escura a base, mais amargo é o produto.

Sabores

O casal revela que trabalha especificamente com chocolate belga da marca Callebaut, contando, inclusive, com uma certificação. “Passado um tempo, percebemos que o chocolate produzido por eles é o que melhor se adapta ao nosso clima, que é quente e úmido. Eles são excelência em processamento do cacau, do início ao fim. Além de derreter facilmente na boca, proporciona a sensação do cacau de forma mais pura”, comenta Lincoln.

Por lá, os clientes podem escolher os chocolates de 38% (ao leite), 55%, 57% (meio amargos) e 80% (amargos) — sendo que este último teve um crescimento na procura de três anos para cá. Tudo porque contém menos açúcar e é ideal para quem tem diabetes ou pretende manter a dieta, sendo indicado, inclusive, pela Associação de Cardiologia dos Estados Unidos, pois não é tão gorduroso.

Além da linha Pedras Preciosas — que também foi inspirada nos famosos ovos Fabergé —, a LF Doçaria conta com a de Trufados, Recheados, de Colher, Tradicionais e de Presentes, com miniesferas e uma criação inspirada na saga ‘Star Wars’, com direito a naves e até a Estação Espacial Estrela da Morte, encantando também os geeks de plantão.

Na linha de Colher, os ovos contam com recheios inusitados como cumaru, puxuri (ambos sementes), camafeu de nozes e castanha com murupi. Sim, a pimenta! “E nós é que produzimos a murupi. Plantamos, colhemos e fazemos o licor. Tudo de forma orgânica”, salienta Lincoln. “Acreditamos que, cada vez mais, as pessoas não estão só comendo por comer, mas valorizando os sabores e a apresentação”.

As encomendas ainda estão sendo aceitas, mas é preciso correr, pois quanto mais cedo o pedido for feito, maior a probabilidade de garantir uma Páscoa ‘artística’. “Trabalhamos com pedidos, mas, na semana da Páscoa, contamos com produtos para pronta-entrega”, finaliza Fran.  Para mais informações: (92) 98234-1326.