Paço da Liberdade inicia obras de instalação de novo projeto museográfico

Edifício será sede do Museu da Cidade, cujo projeto contempla elaboração e montagem de exposição interativa de longa duração, com recursos de tecnologia

Com informações da assessoria

Manaus – O Paço da Liberdade, prédio histórico localizado no centro de Manaus e marco da ocupação urbana e cultural da região, deu início, nesta quinta-feira (16), às obras de instalação do projeto museográfico do Museu da Cidade, que contempla a elaboração e montagem de exposição interativa de longa duração, com recursos de tecnologia. O local estará fechado para visitação durante o período de obras, que deve se estender até o dia 24 de outubro.

O local estará fechado para visitação durante o período de obras (Foto: Altemar Alcântara/Semcom)

“É um grande passo no processo de valorização da história de Manaus, no resgate à sua identidade e no fortalecimento ao turismo, com um rico e moderno museu. Agora, nos 1° e 2 de setembro, teremos mais uma edição do Passo a Paço, que estará com o símbolo do evento fechado para obras, mas ao ser reaberto dará para Manaus um importante espaço de cultura e de encontro com o passado”, destaca o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

O novo projeto museográfico será realizado pela empresa Magnetoscópio, vencedora por meio de licitação, considerada referência nacional pelo desenvolvimento de projetos como os dos museus da Língua Portuguesa e do Futebol, em São Paulo, e o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, como conta o diretor-presidente em exercício da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), José Augusto Cardoso.

“Esse será um presente do prefeito Arthur Virgílio Neto para a população de Manaus, que será entregue no aniversário da cidade. É um projeto que iguala o Paço da Liberdade aos grandes museus do país”, enfatiza José Cardoso. Ainda de acordo com o diretor-presidente em exercício, o local passará a ser referência, principalmente, como o patrimônio cultural que já é, por meio da história que carrega desde a sua fundação.

Paço da Liberdade

O Paço da Liberdade recebeu 69.455 visitantes nos últimos quatro anos. Os picos de visitação ao local, que abriga exposições permanentes e temporárias, como o conjunto de quadros doados à Prefeitura de Manaus pelo poeta Thiago de Melo, aconteceram durante a realização do Passo a Paço, projeto de reocupação cultural do Centro Histórico de Manaus.

Hoje, o Paço funciona como um espaço cultural que reúne exposições artísticas, além de sediar palestras, cursos e oficinas. O local já recebeu exposições variadas, inclusive de perfil internacional, como a “Voz do Fogo”, em homenagem a um dos maiores escritores e roteiristas das histórias em quadrinhos, o inglês Alan Moore; a exposição “Imagine France – A Viagem Fantástica”, que reuniu fotografias da artista francesa Maia Flore; e a mais recente, “Forasteiros da Amazônia”, que reuniu histórias em quadrinhos de artistas amazonenses com projeção internacional.

Beleza arquitetônica

O Paço da Liberdade é um dos espaços mais antigos de Manaus e foi um dos primeiros locais a serem construídos com beleza arquitetônica neoclássica, se tornando uma das mais belas fachadas da cidade. Sua edificação foi iniciada em 1874 e reinaugurada em abril de 2013, após reforma pelo Programa Monumenta, do Governo Federal.

O local carrega, ainda, experiências de momentos históricos da cidade, como ter sido sede dos Governos Provincial e Republicano, residência do presidente da Província e de governadores do Estado, além de também ter sido sede da Prefeitura de Manaus em 1917.