Pelos bumbás de Fonte Boa

Nos mesmos moldes de Parintins, evento realizado na cidade, distante 602km da capital, busca apoio por meio de rodas de toada, em Manaus

Kamilla Vieiralves / portal@d24am.com

Foto: Divulgação

Manaus – Brincar de boi é uma tradição típica das regiões Norte e Nordeste. Na cidade de Fonte Boa (602 km de Manaus), onde o festival folclórico local sofreu duas interrupções, nos biênios de 2008/2009 e 2015/2016, não é diferente.

Lá, o evento necessita de apoio para acontecer e um grupo de amigos tem promovido ações para divulgar as tradições e os bumbás locais, tentando, assim, manter a festa viva.

Para quem já é familiarizado com o festival de Parintins, é fácil imaginar o de Fonte Boa, que segue uma programação semelhante. “O festival, no começo, acontecia em junho, depois passou para julho. Nós temos dois bois, o Tira-Prosa, o boi azul, e o Corajoso, que é o nosso boi vermelho. Durante dois dias, o festival segue um esquema parecido com o de Parintins, com algumas variações nos itens apresentados”, explica Laís Corrêa, porta-voz do grupo.

E a não realização do encontro cultural, nos períodos citados anteriormente, tem impacto direto na população do município. “Meu envolvimento e o da minha filha é como brincantes. Desde a infância, nós participávamos do festival e, portanto, ele faz parte da nossa história. Só que, por questões políticas, os prefeitos em exercício durante esses dois biênios não cumpriram o calendário, não repassaram verbas e, enfim, o festival não aconteceu”, relembra Laís.

Foi a partir daí que ela e os amigos Caio de Souza e Renny de Paula criaram a página Preserve o Festival Fonteboense, no Facebook, e resolveram tomar uma iniciativa. “Nós queríamos fazer, em princípio, algo pequeno mesmo para reunir os amigos e relembrar toadas. Depois, começamos a pensar ‘por que não fazer uma festa legal, para mais gente?’”, conta Laís. “Começamos, então, a planejar uma roda de toada. Chegamos a apresentar o projeto para a prefeitura local, mas eles ficaram só no elogio. Então, corremos atrás de patrocínio de conhecidos mesmo”, completa.

A primeira edição do projeto Roda de Toada Fonteboense aconteceu no último dia 12 de março e reuniu alguns dos itens apresentados no festival, além de shows de cantores e convidados. Mas, agora, a festa tem planos de crescer ainda mais, em sua segunda edição, que acontecerá no dia 21 de abril.

“Nós entramos em contato com os bois Tira-Prosa e Corajoso, firmamos parceria com o boi azul e aguardamos resposta do boi vermelho. Estamos na fase de reunir fundos e patrocinadores para realizar a festa. Inclusive, neste dia, o pessoal do Tira-Prosa vai realizar a primeira eliminatória do concurso de porta-estandarte deles”, adianta a organizadora.

Com toda essa movimentação, Laís Corrêa afirma que a resposta do público tem sido positiva, o que só impulsiona o objetivo do grupo de preservar o festival. “A primeira percepção que nós temos é em relação ao público, que gostou muito, porque estavam sentindo falta. São pessoas que brincam nesse festival desde quando ele se tornou fixo no calendário da cidade, na década de 1990. As pausas que ocorreram acabaram atrapalhando, também, a organização dos bois”, afirma Laís.

Retorno

Por enquanto, de acordo com ela, existe uma previsão de que o Festival Folclórico Fonteboense volte a acontecer neste ano, embora ainda com algumas dúvidas. “A previsão é de que aconteça em julho. Nas conversas que tivemos com os responsáveis, sabemos que o boi azul está trabalhando nesse sentido e que o boi vermelho tem o material que seria usado em 2015, então, talvez, nem precisem começar do zero”, conta. “A esperança deles e a nossa é de que o festival volte a ser uma data fixa no calendário local”, completa.

Serviço

O quê: 2ª Roda de Toada Fonteboense

Quando: 21 de abril, a partir das 12h

Onde: Fazendário Clube (Av. Mário Ypiranga, 1550, Parque 10)

Informações: (92) 99219-4584

 

Comentários via Facebook