Transformando espaços com a decoração certa

A arquiteta Bianca Lima revela alguns truques para ampliar e otimizar os cômodos de casa

Kamilla Vieiralves/plus@diarioam.com.br

Foto: Reprodução

Manaus – Você já entrou em um apartamento de show room? O espaço é lindo, tudo como você já tinha imaginado: um sofá bonito e confortável, mesa de jantar dos sonhos… Tudo cabe perfeitamente… E você compra, convencido que 70 m² “nem é tão pequeno assim!”. No entanto, na hora de reproduzir a mágica e mobiliar o seu novo espaço, a realidade é bem diferente. Em todo o mundo, as casas estão se tornando menores e com elementos mais funcionais, o que, de acordo com a arquiteta Bianca Lima, é uma característica que veio para combinar com a época atual.

“Quando você pensa nos estilos de decoração, cada um deles vem de uma época. Se você parar para pensar, as casas, antigamente, eram grandes, espaçosas, com pé direito alto. Por isso, os móveis eram grandes e cheios de detalhes. Hoje, como o tamanho das casas diminuiu, é preciso pensar em uma decoração compatível”, explica a arquiteta.

Cores e texturas

Segundo Bianca, a proposta principal é otimizar o ambiente. “No geral, a cor clara funciona melhor, porque reflete a luz, dando uma sensação de amplitude. Na cozinha, por exemplo, o ideal é escolher armários de cores claras, com puxador invisível. A presença de puxadores na mobília é substituída por frisos ou sistemas de abertura por pressão, conferindo um visual muito mais leve e atual. E a mobília, no geral, é mais leve, com menos detalhes”, ensina.

Uma boa dica para ‘criar sensações’ diferentes em cada cômodo são os papéis de parede. “Eles (os papéis de parede) são um elemento interessante, porque podem criar um ponto focal de atração, brincando com as estampas e texturas, você pode criar um ambiente mais aconchegante no quarto, por exemplo, ou, em um ambiente mais infantil, dar um toque mais lúdico”, afirma.

Espelhos

O ilusionismo dos espelhos é um truque bem antigo entre os profissionais da decoração. No entanto, de acordo com Bianca, muitas pessoas acabam cometendo um erro básico, que acaba por ‘diminuir’ o espaço. “O espelho é o mesmo caso da tinta clara, ele reflete a luz e o ambiente, enganando a vista”, ensina a arquiteta. “Só que a gente vê muitas composições por aí, juntando com vários espelhos menores. Isso dá o efeito oposto do que nós buscamos, justamente por causa das quebras. A dica é cobrir a maior parede do cômodo, sem recorte”, completa.

Móveis planejados

“Com certeza, os móveis planejados otimizam o espaço”, ressalta Bianca Valério. “Antes conhecido pelos altos preços, esse tipo de mobília tem ganhado a preferência pela facilidade de pagamento e os vários tipos de loja para cada perfil de cliente”, completa, sobre os chamados modulados.

O ‘truque’ aqui é, na verdade, o planejamento. Segundo a arquiteta, apostar em peças embutidas pode criar uma nova visão do seu cômodo. “Temos dois opostos: ou deixar os móveis mais perto do chão, criando a ilusão de um pé direito mais alto, ou deixá-los suspensos, como prateleiras e nichos, aproveitando os espaços da parede”, ensina.

Linhas Horizontais

Na hora de escolher os seus móveis, é bom ter em mente que móveis longos dão a sensação de ambiente amplo. “Acredite: as linhas predominantes do mobiliário podem mudar completamente nossa percepção de quanto o espaço é ‘grande’ ou ‘pequeno’. Em muitos casos, pensar em um móvel multifuncional de linhas horizontais produz efeitos surpreendentes. O resultado é melhor ainda se o móvel estiver fixado à parede deixando o piso à mostra”, ensina Bianca.

Pés a mostra

Por falar em deixar o piso à mostra, Bianca comenta que é possível adicionar detalhes aos móveis. Não é exatamente um truque para ampliar o espaço, mas vai dar muito certo com a decoração minimalista. “Uma boa dica para quem gosta de ambientes mais contemporâneos é optar por mobílias com pés metálicos. O brilho e a sofisticação do metal podem conferir um toque luxuoso até para os projetos mais simples. Independente do tom, dourado, rosê, chumbo, prata, bronze, polidos ou não: são todos tendência”, afirma.

Iluminação

Ainda apostando em elementos embutidos, outra boa opção é apostar nesse formato na iluminação. “As luminárias embutidas evitam que sobrecarregue o visual e faça o ambiente parecer menor. Portanto, cuidado com o uso excessivo de detalhes no forro, pendentes e luminárias de trilho se sua intenção é um visual mais limpo e como consequência mais amplitude visual”, explica a arquiteta.

Banheiro

Provavelmente um dos cômodos mais difíceis de ‘desentulhar’, o banheiro também esconde alguns truques.

“A primeira coisa é esconder os utensílios. Uma boa solução podem ser os armários acima da bancada,  com uma porta espelhada, para aproveitar o truque do reflexo. Assim você limpa o que fica a vista. Se não for o suficiente, ainda é possível colocar outro armário abaixo da pia. O ideal é que seja pequeno e suspenso do chão”, explica Bianca.

“Para o box, as pessoas, geralmente, usam vidro temperado, com o trilho superior. Para fazer o truque de limpar o visual, a dica é não usar o trilho, manter o mínimo de ferragem e deixar o vidro a mostra. Assim, você consegue criar a sensação minimalista”, ensina a arquiteta.