Amazonino é diplomado e anuncia novos secretários de Estado

Amazonino Mendes (PDT), e o vice eleito, Bosco Saraiva (PSDB), foram diplomados em cerimônia no Tribunal de Justiça do Amazonas. Ao final, o governador eleito anunciou os novos secretários, confira:

Álisson Castro/redacao@diarioam.com.br

Manaus – O governador eleito do Amazonas, Amazonino Mendes (PDT), e o vice eleito, Bosco Saraiva (PSDB), foram diplomados na tarde desta segunda-feira (2), pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em uma cerimônia realizada no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). A diplomação é a confirmação que a Justiça Eleitoral concede aos eleitos confirmando estarem aptos exercer os cargos.

Ao final da cerimônia, Amazonino anunciou nomes de novos secretários de Estado: 

Secretaria de Estado de Educação: José Augusto Melo Neto
Secretaria de Estado de Saúde: Francisco Deodato
Secretaria de Estado de Segurança Pública: Bosco Saraiva
Secretaria de Estado de Fazenda: Alfredo Paes
Secretaria de Estado de Cultura: Denilson Novo
Secretaria de Comunicação Social: Célio Alves Rodrigues Jr.
Secretaria de Estado da Juventude, Desporto e Lazer Social (Sejel)
Casa Civil: Sidney Leite
Procuradoria Geral do Estado: Paulo Carvalho

Veja a cerimônia na íntegra

 

Diplomação

Em seu discurso, Amazonino iniciou fazendo uma reverência ao ex-governador Gilberto Mestrinho. Em seguida,  o governado eleito disse que será um desafio assumir o governo do estado e falou em “situação terrível”. “Nossa tarefa agora é a reconstrução e fazer o melhor para nosso povo. Vamos sanear nossas contas públicas com responsabilidade”, afirmou.

Amazonino falou ainda que pretende fazer com o Amazonas volte a ser forte. “Tenho a determinação de ser um bom governador. Tenho a missão de fazer um governo ético e transparente”, disse. Por fim, o governador eleito adiantou o nome de nove membros do secretariado.

O juiz do TRE, Felipe Thury, falando em nome do Tribunal Eleitoral disse que a eleição suplementar foi possivel graças , em grande parte a de dedicação do servidores do TRE. “Fazer uma eleição no Amazonas é uma gigantesca operação e os se servidores se dedicaram a esta missão”, disse.

O juiz citou ainda o trabalho do Ministerio Público Eleitoral (MPE) e outros órgãos parceiros que ajudaram a fazer o pleito suplementar de agosto.

Amazonino foi diplomado na tarde desta segunda-feira (2) (Foto: Eraldo Lopes)

Amazonino Mendes venceu a eleição suplementar para escolha do novo governador do Amazonas em 40 cidades. Na capital, Amazonino Mendes venceu em todas as 13 das zonas eleitorais de Manaus. É a 4ª vez que ele ocupará o cargo no Estado.

Mendes ficará no cargo pelo período tampão, até o fim de 2018, já que José Melo, eleito em 2014, foi cassado por compra de votos.

A posse está marcada para o dia 10 de outubro e será realizada pela Assembleia Legislativa do Estado (ALE). Ainda está em discussão onde será o evento de posse de Amazonino, agendada para acontecer na sede do parlamentar estadual.

Na última sexta-feira, o vice-presidente da ALE, deputado Belarmino Lins (Pros), sinalizou que a solenidade seja transferida para o Centro de Convenções Vasco Vasquez, atendendo requerimento do deputado Dermilson Chagas (PEN) com assinaturas de oito parlamentares.