Bancada federal do AM vai priorizar emenda para novo anel viário em Manaus

Senador Omar Aziz participou de reunião que definiu o montante de R$ 100 milhões, a ser aplicado pela Prefeitura de Manaus

Com informações da assessoria / redacao@diarioam.com.br

Manaus – A construção de um novo anel viário em Manaus será uma das prioridades da bancada do Amazonas no Congresso Nacional, que acertou, em reunião na tarde de quarta-feira (4), a destinação de uma emenda no valor de R$ 100 milhões. Após a indicação das emendas de bancada, o governo federal libera o dinheiro para a prefeitura de Manaus executar a construção do empreendimento.

Bancada do Amazonas vai priorizar emenda para novo anel viário em Manaus (Foto: Ariel Costa/Divulgação)

A bancada se reuniu ainda com a Secretária de Assistência Social de Manacapuru, Edilene Alves da Sailva, acompanhada das secretárias de Japurá, Tabatinga e outros municípios que pediram empenho da bancada junto ao Ministério de Desenvolvimento Social para a recomposição do Orçamento da Pasta.

Este ano, o Governo Federal decidiu cortar em 98% o orçamento do MDS para 2018, restando aproximadamente R$70 milhões. Segundo o Conselho Nacional de Assistência Social nosso país necessita de R$2,1 bilhões para executar os trabalhos básicos e necessários nesta área.

“Me solidarizo totalmente com o pedido das secretárias e chamo a atenção dos outros senadores que, enquanto estão aprovando um fundo para custeio de campanha no valor de R$ 3 bilhões, a Assistência Social é vilipendiada”, disse o senador Omar Aziz, presente na reunião com outros parlamentares do Amazonas, em Brasília.

“Quem sofre com isso é povo mais carente, aqueles que contam com os Centros de Referência e Assistência Social (CRAS), os Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), os beneficiados do Bolsa Família e do benefício de prestação continuada (BPC). Se não for reparado este erro, infelizmente, poderemos ter o fim destas políticas tão essenciais para o aumento da qualidade de vida dos brasileiros e a diminuição da desigualdade social”, finalizou o senador do Amazonas.