Bernardinho troca de partido e pode se candidatar a governador do RJ

Técnico, um dos maiores campeões da história do vôlei brasileiro, filiou-se ao Partido Novo

Estadão/Diário do Amazonas

Foto: AE

Rio de Janeiro –  Um dos técnicos mais vitoriosos do voleibol brasileiro e mundial, tendo comandado as seleções masculina e feminina, dono de dois ouros olímpicos, Bernardinho trocou recentemente o PSDB (partido ao qual era filiado) pelo Partido Novo – e a intenção da direção da legenda é lançá-lo na disputa ao governo do Rio de Janeiro. O técnico ainda não teria se decidido, segundo informações publicadas pelo jornal O Globo.

“Eu acho que tem muita gente no Brasil que gostaria de votar nele, não só por ser um vencedor, um formador de equipe, mas pelo cenário em que a gente precisa trazer novas lideranças para a política”, disse o presidente do Novo, João Amoêdo, ao jornal. O partido comemorou, em suas redes sociais, a filiação de Bernardinho.

Amigo pessoal de Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, Bernardinho sempre foi discreto ao tratar o assunto. “Em qualquer projeto eleitoral que ele tenha, haverá uma parceria com o PSDB”, disse Aécio.

No começo de 2017, Bernardinho anunciou sua saída da seleção brasileira. Ele ficou responsável por tocar apenas o projeto do Rexona/Sesc, que disputa a final da Superliga, neste domingo.

Comentários via Facebook