Chico Preto defende desburocratização para a criação de empresas no AM

O vereador abriu a série de entrevistas com os candidatos ao Senado da República, pelo Amazonas, na REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO

Asafe Augusto / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O vereador Chico Preto (PMN) abriu a série de entrevistas com os candidatos ao Senado da República, pelo Amazonas, do programa DEZ NA TV, da TV DIÁRIO/RECORD NEWS MANAUS, canal 36.1 da TV aberta, nesta segunda-feira (27). O candidato defendeu a desburocratização para a criação de empresas no Amazonas.

“Nós precisamos de empresas para gerar empregos. Temos que desburocratizar a abertura de empresas para geração de emprego. Como senador vou trabalhar por uma reforma tributária. Desburocratizar empresas no interior e capital”, declarou.

O vereador Chico Preto (PMN) é um dos candidatos ao Senado pelo Amazonas (Foto: Eraldo Lopes)

Conforme o parlamentar, os representantes do Amazonas, no Senado, devem cuidar com mais frequência da Zona Franca de Manaus (ZFM). “A gente precisa cuidar da Zona Franca como se cuida de um filho. Não adianta ficar correndo da sala para cozinha, todas as vezes em que ela é atacada. Minha intenção é chegar no Senado e construir um ambiente melhorado para a ZFM, para enfrentarmos os gargalos como a BR-319, o Processo Produtivo Básico (PPB). Não podemos esquecer da Zona Franca ela deve ser pauta constante”, disse.

O candidato destacou ser a favor da expansão dos incentivos da ZFM para os demais municípios da Região Metropolitana de Manaus. “Sou a favor da expansão dos investimentos para a Região Metropolitana de Manaus. Cobram de nós a conta para manter a floresta em pé. Mas precisamos mostrar para o Brasil as nossas peculiaridades. Os incentivos podem chegar aos municípios e melhorar a geração de emprego”, comentou.

Apesar de falar da importância da Zona Franca, Chico Preto destacou que o estado precisa investir em novas áreas para gerar emprego e renda. “Temos que investir no setor primário, produzir ração, produzir peixes para a nossa alimentação e além disso trazendo indústrias. Serão mais empregos para o homem do interior”, disse.

De acordo com o candidato o Polo Industrial de Manaus é a “galinha dos ovos de ouro” no Amazonas. Por isso, ele falou que é um desafio consolidar a política do setor primário com os incentivos da ZFM.

“Eu tenho a convicção que o grave problema da produção é que fizeram política com a Secretaria da área. Isso tem que acabar. O povo não aguenta mais esse tipo de toma lá dá cá. Temos que fazer política com foco. O Amazonas, em dez anos pode se tornar o maior produtor de peixe do mundo. Precisamos olhar para Zona Franca e agregar outros segmentos”, ponderou.

Na educação o candidato afirmou que tem três compromissos com a educação. Ele destacou que vai trabalhar para estender o Fundeb, que vai se encerrar em 2020. “Ele precisa atender a regiões como a nossa, levando em consideração a formação continuada dos professores. Vou levantar a voz, brigar por formação continuada e trabalhar pela base da formação curricular”, afirmou.

Ele destacou que pretende trabalhar para abrir portar dos recursos federais para as prefeituras do interior e da capital. “Além disso vamos regionalizar a merenda escolar, para gerar empregos aqui”, disse.

O candidato destacou o compromisso em combater a corrupção com a fiscalização dos impostos.

Para o meio ambiente, Chico Preto destacou que o interior do estado tem um problema com os “lixões” abertos e, por isso, é necessário criar soluções para combater a criação de lugares irregulares para esses resíduos. “É uma realidade com consequências socioeconômicos. Os municípios ficam prejudicados, inclusive com a falta de investimentos”, afirmou.

Para o candidato o Amazonas também tem a necessidade de investir em turismo. Para isso ele destacou que o caminho é investir em qualidade de vida, saúde e em segurança pública.

O próximo entrevistado será o candidato Hissa Abrahão (PDT). A entrevista vai ao ar na REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (RDC), a partir das 11h, no programa ‘DEZ NA TV’, na terça-feira (28).