Deputado Pablo Oliva quer união pró Região Amazônica

Líder do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, Delegado Pablo defende o debates com políticos de diferentes vertentes ideológicas para avanços em prol do Estado e da Amazônia

Álisson Castro / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O deputado federal Pablo Oliva (PSL), segundo mais votado na eleição de outubro, defende um novo modelo econômico para a Região Amazônica que deve funcionar paralelo a Zona Franca de Manaus (ZFM), modelo que, segundo o parlamentar, prioriza a economia da capital e região metropolitana. Oliva, do partido do presidente Bolsonaro defende, ainda, o diálogo com políticos de diferentes vertentes ideológicas, em busca de propostas em prol do desenvolvimento do Amazonas.

“A gente quer pegar a política que o governo federal quer implementar no Brasil – de desenvolvimento agropecuário, de mineração, de outras matrizes energéticas – e usar esta pauta para que o Amazonas entre no caminho do desenvolvimento”, disse.

Questionado se o modelo pensado pelo deputado seria um alternativa para a Zona Franca de Manaus, Pablo frisou se tratar de uma alternativa sustentável a longo prazo. “A Zona Franca, como o próprio nome já diz, tem muita força aqui na nossa capital. Não é que ela vá desaparecer, mas não podemos ficar com um único modelo econômico de sustentabilidade. Para criar nosso povo, temos que ter outros modelos”, disse.

Delegado Pablo associou seu nome a do presidente Bolsonaro e promete dialogar com políticos de ideologias diferentes para enfrentar problemas comuns. (Foto: Divulgação/Árlesson Sicsú)

Ainda sobre a economia, Pablo citou produtos como cupuaçu, pirarucu e outros que podem viabilizar ainda mais a economia. “Temos, ainda, produtos de medicamentos. Por que estas fontes não são aproveitadas? Por que o turismo não vai para frente aqui no Amazonas? O nome ‘Amazonas’ é um dos mais forte do mundo, este nome deve ter destaque para que ganhemos o globo, o mundo, e que possa fazer diferente do que já foi feito até hoje”, afirmou.

Durante a campanha eleitoral do ano passado, Delegado Pablo associou seu nome a do presidente Bolsonaro e, ainda assim, promete dialogar com políticos de ideologias diferentes visando aprovação de medidas que favoreçam o Amazonas.

“A diferença ideológica não pode servir de obstáculo ao desenvolvimento do nosso Estado. Não se pode ficar pensando que um cidadão é do partido A ou B, ou porque ele foi seu adversário na eleição ou porque não pensa igual a você que ele não vai ter os mesmos objetivos, ou que não vai conversar contigo para chegar a um consenso”, frisou.

O deputado foi entrevistado, nesta segunda-feira (7), na RÁDIO DIÁRIO e um dos assuntos abordados foi a relação com o governador Wilson Lima. “Ele também está montando seu time e estou disposto a conversar com o governador. Não é possível fazer uma política nacional desvinculada da política regional”, afirmou.