Deputados gastaram R$ 7,3 milhões com o ‘cotão’

Segundo dados do Portal da Câmara dos Deputados, somente no ano passado, os oito parlamentares representantes do AM realizaram os maiores gastos, totalizando R$ 3,356 milhões

Álisson Castro / portal@d24am.com

Foto: Divulgação

Manaus – Os deputados federais do Amazonas já gastaram R$ 7,3 milhões da Cota de Exercício da Atividade Parlamentar, o ‘Cotão’, desde que assumiram o atual mandato, em janeiro de 2015, segundo dados do Portal da Câmara dos Deputados. Em 2016, os parlamentares realizaram os maiores gastos, totalizando R$ 3,356 milhões.

Entre janeiro e março deste ano, os oito deputados federais do Amazonas já gastaram R$ 622 mil, segundo dados da Câmara.

Desde 2015, os maiores gastos dos deputados do Amazonas foram com divulgação de atividades parlamentar, que totalizam R$ 2.034,569,10. Em segundo lugar, estão os gastos com emissão de bilhete aéreo, que totalizam R$ 1.909.872,78, seguido por gastos com lotação e fretamento de veículos, R$ 1.545.865,58. O menor gasto dos parlamentares foram com fornecimento de alimentos, que totalizaram R$ 4.933,84.

Em relação aos gastos com divulgação, o maior gasto individual foi realizado pelo deputado federal Silas Câmara (PRB) que, em outubro de 2016, apresentou uma nota fiscal no valor de R$ 64,8 mil emitida pela Gráfica Propel,  de Brasília. O documento cita que a confecção de 36 mil materiais de divulgação de quatro páginas contendo prestação de contas do parlamentar.

O maior custo com  passagem aérea, no período, foi realizado pelo deputado federal Átila Lins (PSD), no valor de R$ 15.278, em fevereiro de 2015. O valor é referente passagem aérea de ida e volta à Europa em um roteiro que compreendeu Brasília, Genebra, Roma e a volta à capital federal pela empresa TAP. Na época, o deputado participou de uma conferência parlamentar sobre a Organização Mundial do Comércio (OMC).

Outro gasto elevado foi verificado com aluguel de aeronaves. Neste item, o deputado federal Silas Câmara volta a ser destaque, com gasto de  R$ 37.037,20, em dezembro de 2016, para alugar uma aeronave da empresa Amazonaves Táxi Aéreos. Segundo nota fiscal disponível no site da Câmara, a aeronave modelo bandeirantes fez o trecho Manaus, Eirunepé, Manaus.

Cada deputado federal do Amazonas recebe, mensalmente, além do salário de R$ 33,7 mil, R$ 43.570,12  de ‘Cotão’. O valor máximo mensal da cota depende da unidade da federação que o deputado representa. Essa variação ocorre por causa das passagens aéreas e está relacionada ao valor do trecho entre Brasília e o Estado que o deputado representa. O valor mais alto do ‘Cotão’, R$ 43 mil, é destinado aos deputados federais do Acre e o menor, R$ 30 mil, aos do Distrito Federal.

Os serviços de consultorias, pesquisas e serviços técnicos consumiram R$ 363 mil dos deputados amazonenses, sendo o maior gasto individual realizado pelo deputado federal Hissa Abrahão (PDT) que, em outubro de 2015, pagou R$ 16 mil à empresa EFZ Comércio e Representação Ltda. por serviços de “assessoria, consultoria e orientação política para votações sem plenário e análises e orientações de projetos em tramitação nas comissões”, segundo consta na nota fiscal emitida pela empresa sediada em Brasília.

O valor é destinado à manutenção da atividade parlamentar que engloba, entre outros, ações de divulgação, pagamento de serviços postais, telefonia, consultorias, locação de automóveis, fretamento de aeronaves, assinatura de periódicos, hospedagem, alimentação e compra de combustíveis e lubrificantes.

Comentários via Facebook