Em lançamento de programa habitacional, Arthur diz que só vai decidir seu candidato em julho

Arthur Virgílio Neto afirmou, durante lançamento do Programa Habitacional do Servidor, que vai decidir seu voto e quem deve apoiar nas eleições para Governador do Estado somente em julho

Da Redação

Manaus – O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto afirmou, durante lançamento do Programa Habitacional do Servidor, que vai decidir seu voto e quem deve apoiar nas eleições para Governador do Estado somente em julho, próximo das convenções partidárias. Segundo ele, até lá, ele não falará nada com nenhum dos candidatos.

Segundo ele, até julho, ele não falará nada com nenhum dos candidatos. (Foto: Jimmy Geber)

A decisão sobre o posicionamento nas eleições foi anunciada nesta segunda-feira (14), durante o lançamento da 3ª Fase do Programa Habitacional do Servidor que oferecerá descontos de R$ 5 mil até cerca de R$ 20 mil, além da facilitação na entrada e juros diferenciados para 1,5 mil moradias ofertadas para servidores municipais.

Durante o evento, Arthur também alegou que não quer transformar seu gabinete em ‘comitê político’. “Até julho não falarei nada, nenhuma palavra. Até lá, eu tenho certeza que todos os candidatos me respeitarão. Segundo Arthur, a eleição é importante mas a prioridade, no momento, é a administração municipal e a viabilização de projetos como a implementação do BRT e do Programa Cidade Inteligente.

Confira:

Em lançamento de programa habitacional, Arthur diz que só vai decidir seu candidato em julho. Saiba mais em https://t.co/HthSsn7A6n

Posted by D24am on Monday, May 14, 2018

Programa habitacional

A prefeitura de Manaus em parceria com a iniciativa privada oferecerá descontos de até cerca de R$ 20 mil, além da facilitação na entrada e juros diferenciados para 1,5 mil moradias ofertadas para servidores municipais na 3ª Fase do Programa Habitacional do Servidor. Nas duas edições anteriores, o programa beneficiou mais de 550 servidores.

De acordo com o prefeito, na primeira e na segunda etapa o faturamento foi de R$ 110 milhões para o comércio e na terceira etapa se espera um rendimento de R$ 150 milhões. “O programa do servidor dá uma opção de escolha muito grande, como por exemplo, o desconto no contra cheque. Juntamos aquele que quer comprar com aquele que quer vender. Estamos oferecemos a oportunidade da casa própria” disse.

O Subsecretário de Habitação do Município de Manaus, José de Arimateia, explica que os interessados devem se encaixar nas faixas salarias exigidas. “Estão envolvidas cerca de cinco empresas da construção civil, mas outras poderão aderir ao programa. Hoje temos no nosso banco de dados cerca de 22 mil servidores que demostraram interesse em participar do programa. A faixa de renda do servidor deve ser R$ 1,8 mil a R$ 14 mil”, explicou.

A prefeitura informou que a seleção dos contemplados será feita pelo agente financeiro, de acordo com os critérios do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’. Podem participar do programa servidores públicos municipais ativos e inativos, sejam efetivos, celetistas, RDAs e até mesmo os comissionados.

Dentro dos trâmites necessários, o servidor interessado deve, primeiramente, procurar o setor de recursos humanos de sua secretaria e pedir a inclusão do nome no programa para, posteriormente, realizar seu cadastro com o agente financeiro.