Evandro Melo será solto e monitorado por tornozeleira eletrônica, diz Seap

Na semana passada, o TRF1 decidiu conceder parcialmente habeas corpus para o ex-secretário de Administração, sob condição de pagamento de fiança no valor de R$ 180 mil

Álisson Castro / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O ex-secretário de Estado de Administração, do governo José Melo, Evandro Melo, irmão do governador cassado, será liberado na tarde desta segunda-feira (30), do Centro de Detenção Provisório de Manaus (CDPM). A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), que recebeu o alvará de soltura de Evandro, que havia sido preso pela Polícia Federal, por volta de 16h.

Segundo a Seap, o ex-secretário estava aguardando, até às 16h30, a implantação de uma tornozeleira eletrônica para ser liberado. Na última terça-feira (24), o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) decidiu conceder parcialmente habeas corpus para o ex-secretário de Administração, sob condição de pagamento de fiança no valor de R$ 180 mil.

Outras medidas cautelares foram impostas a Evandro, como comparecer todos os meses ao fórum criminal para assinatura periódica de presença, proibição de frequentar órgãos públicos e privados envolvidos com a investigação da Polícia Federal (PF) que apura esquema de propinas e desvio de verbas da Saúde do Amazonas.

O ex-governador cassado José Melo (PROS) e a mulher dele, Edilene Oliveira, também pagaram a fiança, na última sexta-feira (27), para serem liberados da prisão: R$ 31.600 mil, em espécie, e uma casa avaliada em R$ 350 mil. De acordo com o advogado do casal, Christian Naranjo, eles vão responder ao processo em liberdade até julgamento, que ainda não tem data agendada.

***Matéria atualizada às 17h30, para acréscimo de informações.