Grupo político de José Melo tenta eleger Amazonino

Tendo à frente o senador Omar Aziz (PSD) e os deputados federais Silas Câmara (PRB) e Pauderney Avelino (DEM), a campanha de José Melo prometeu progresso e foi cassado após dois anos

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O mesmo grupo de políticos que se uniu para apoiar o governador cassado José Melo (PROS), em 2014, neste ano, se une novamente para tentar garantir a eleição do ex-governador Amazonino Mendes (PDT) na eleição suplementar, neste domingo.

Tendo como principais apoiadores o senador Omar Aziz (PSD) e os deputados federais Silas Câmara (PRB) e Pauderney Avelino (DEM), a campanha de José Melo ao governo do Amazonas, em 2014, prometeu um governo de progresso e, dois anos após a posse, Melo foi cassado por compra de votos. Em uma gestão marcada por cortes nas áreas segurança e educação e de saúde, que também foi manchada por escândalos, como a exemplo da operação Maus Caminhos, assim como o sistema prisional, com total descontrole, que resultou na maior chacina do Estado, em meio a pagamentos milionários para as empresas gestoras, como a Umanizzare. Melo deixou o governo com baixa popularidade.

Amazonino Mendes recebe apoio dos políticos que ajudaram a eleger o governador cassado por compra de votos (Foto: Divulgação/TJAM/Raphael Alves)

 

O atual senador Omar Aziz, que foi um dos cabos eleitorais da campanha de José Melo, anunciou o apoio do PSD à reeleição do governador cassado. Aziz disse que Melo e ele eram bastante ‘afinados’. “Melo é muito afinado com aquilo que construímos juntos: programas sociais que estão dando certo. O Amazonas é um Estado que tem avançado bastante, e o Melo tem a missão nesse momento de fazer avançar muito mais. Pra mim seria interessante fazer alianças muito mais amplas, para que eu tivesse uma eleição garantida com muita tranquilidade, mas não é esse o meu caso. Nesse momento, o único pré-candidato que tem desenvolvido a progressão do Estado é José Melo, por isso o apoio do meu partido”, disse em matéria publicada em 16 de maio de 2014.

Apoio oficial

Três dias após as declarações já citadas, o PSD anunciou, oficialmente, apoio à reeleição de Jose Melo. Em 19 maio de 2014, o atual aliado do candidato Amazonino Mendes, senador Omar Aziz voltou a elogiar a competência de José Melo para governar o Estado em vídeo publicado pelo portal de notícias D24AM, da REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO.

“A esperança da transformação do Amazonas apenas mudou. E começou pelas mãos de Omar e (José) Melo e que tem que ser continuada. (…) Quando governador, não governei só. Nunca. Porque governei ao lado do professor José Melo, como governei ao lado de muita pessoas. Vir aqui hoje e prestar o meu apoio e de outros partidos políticos a sua pré-candidatura é mais que um dever democrático, é o amor que tenho pelo povo amazonense”, disse Omar Aziz se referindo ao governador cassado, dois anos depois da posse, por corrupção eleitoral.

No mesmo vídeo publicado pela portal D24AM, Pauderney Avelino, outro apoiador de Amazonino Mendes, também faz elogio a então campanha de José Melo e 2014, quando o governador disputava a reeleição. “Nós estamos juntos neste processo, porque hoje pela manhã declarei apoio à candidatura de José Melo porque, independente da amizade que nos une e de longa data, eu acredito neste governo, acredito nas propostas e acredito na continuidade do governo do ex-governador Omar Aziz”, disse à época.

Exaltação

O apoio de Pauderney a José Melo também se manifestou durante as propagandas eleitorais. Em um dos programas, Pauderney exalta a competência do governador cassado “Por que votar em Jose Melo? Porque ele é capaz, é competente e é uma pessoa humilde, é do povo , é gente como a gente” afirmou na época.

A exaltação do apoiador de Amazonino pelo governador José Melo se manteve até quando o Melo estava prestes a ser cassado pela Justiça Eleitoral. Em declaração a um blog local, em 22 de março deste ano, Pauderney Avelino afirmou esperar que os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tenham um entendimento diferente do que tiveram os membros do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), que votaram pela perda do mandato de José Melo.

“Não foi dada ao governador a oportunidade de se defender, de fazer diligência, de buscar provas. Espero que agora ele possa provar sua inocência e ser absolvido”, disse o parlamentar.

Outro importante apoiador de Amazonino Mendes, o deputado federal Silas Câmara também participou de uma cerimônia de apoio à reeleição de José Melo, no dia 9 de outubro de 2014, e se comprometeu em ajudar na reeleição de Melo. “Vamos à luta pela vitória do homem humilde, trabalhador e que realmente conhece as necessidades do povo do Amazonas”, declarou Silas à época.