MP Eleitoral pede anulação do registro da candidatura de Sidney Leite à Câmara Federal

Conforme o órgão, o candidato está inelegível porque teve contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União quando foi prefeito de Maués

Da Redação

Manaus – O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu a anulação do registro de candidatura do deputado estadual Sidney Leite (PSD), à Justiça Eleitoral. O pedido se deu por conta de irregularidades, já que, quando foi prefeito de Maués, Leite teve as contas de um convênio firmado com o Ministério da Previdência e Assistência Social (MPAS) rejeitadas.

Confira na íntegra a petição inicial da ação

Conforme a denúncia, Sidney Leite encontra-se ‘inelegível’, já que as contas relativas à gestão do convênio TR/SEAS/MPAS/962/02 foram rejeitadas “por irregularidade insanável que configura ato doloso de improbidade administrativa, em decisão definitiva e irrecorrível do Tribunal de Contas da União (TCU)”.

O deputado Sidney Leite (Foto: Divulgação/Aleam)

Ao ser questionada pela reportagem a assessoria do parlamentar, que é candidato a deputado federal pelo Amazonas, informou que a Certidão Negativa de Contas Julgadas Irregulares para Fins Eleitorais, emitida pelo Tribunal de Contas da União (TCU), esclarece que ele não consta na relação de pessoas físicas com contas julgadas irregulares.