OAB promove, hoje, debate entre os candidatos a governo do Amazonas

O debate entre Amazonino e Braga será transmitido, ao vivo, pela RECORD NEWS MANAUS – REDE DIÁRIO, pelo Facebook da TV Record News e pelo Facebook do portal de notícias D24AM

Álisson Castro / redacao@diarioam.com.br

Candidatos participaram de debate na TV Amazonas (Foto: Sandro Pereira)

Manaus – A seccional do Amazonas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM) realiza, hoje, às 21h30, um debate entre os candidatos ao governo do Estado Amazonino Mendes (PDT) e Eduardo Braga (PMDB). O debate será transmitido, ao vivo, pela RECORD NEWS MANAUS – REDE DIÁRIO, pelo Facebook da Record News e pelo Facebook do portal de notícias D24AM.

O evento está sendo organizado pela Escola Superior de Advocacia (ESA) da OAB e, segundo informou, ontem, em entrevista coletiva, às 16h, o diretor-geral da escola, Paulo Trindade, é voltado, especialmente, para os eleitores indecisos e quem está em dúvida em qual candidato votar no segundo turno.

“Ambos os candidatos foram convidados e o debate será aberto para o público em geral. Temos um auditório na sede da OAB com capacidade para 500 pessoas e o ingresso é solidário: uma lata de leite ou um pacote de leite que será doado à Fundação Raio de Sol ou à Casa Vida, ambos em Manaus”, disse.

De acordo com Trindade, serão questionados aos candidatos temas de saúde pública, habitação, projeto para o interior, segurança, educação, entre outros. “Haverá, ainda, um ‘plus’, porque, como estamos na casa da cidadania, a OAB, teremos uma pergunta voltada para advocacia”, afirmou.

O mediador do debate, Carlos Santiago, coordenador do Comitê de Combate ao Caixa Dois, afirmou ser tradição da Ordem fazer debates públicos durante período eleitoral.

“Agora, no segundo turno, a OAB volta a fazer um novo debate com os candidatos que estão no segundo turno. Isto é uma ideia de continuidade, umas propostas que temos há décadas para discutir as propostas dos futuros governantes, inclusive, uma forma de convencer os indecisos, as pessoas que querem anular o voto ou que não querem votar, que estes se motivem a ter responsabilidade e tenham mais facilidade em conhecer os candidatos e suas propostas”, afirmou

De acordo com Santiago, os candidatos mostram respeito aos eleitores comparecendo ao debate. “Esperamos os dois candidatos, esperamos respeito, não só em relação à instituição, mas ao eleitor, às pessoas que estão interessadas, que vão acompanhar pela Internet e pela televisão a transmissão deste debate ao vivo. Se uma candidatura não comparecer aqui será uma pena e uma perda, ele vai perder muito, muitas pessoas querem ouvi-lo, querem discutir as propostas e as ideias. É uma forma, inclusive, de diminuir as abstenções e os votos nulos, que é o candidato motivar, a partir de debates e discussões, o eleitor de votar numa proposta ideal para o Estado”, disse.