Omar, Wilson e David não definem em quem vão votar para presidente

Dos sete candidatos ao Governo do Amazonas, três ainda não definiram, a menos de uma semana das eleições, em quem vão votar para presidente da República no primeiro turno da eleição

Álisson Castro

Manaus – A seis dias das Eleição Gerais no País, três candidatos a governador do Amazonas evitam declarar votos a candidatos à Presidência da República em uma das eleições mais polarizadas dos últimos anos. David Almeida (PSB), Omar Aziz (PSD) e Wilson Lima (PSC) são os candidatos que ainda não revelaram quem apoiam para presidente, ainda que os partidos de Omar e Wilson Lima façam parte de coligações à Presidência.

Eleições Gerais serão realizadas no próximo domingo (7 de outubro) em todo País (Foto: TSE/Nelson Jr.)

Procurado pela reportagem, Wilson Lima citou a composição da chapa a qual faz parte. “Meu partido, o PSC, apoia Álvaro Dias. Localmente, nossa coligação é composta ainda pelo PRTB, da coligação do Jair Bolsonaro e Rede, partido da candidata Marina Silva. Se eu for eleito para conduzir o governo, a partir do dia 1º de janeiro de 2019 vou dialogar com o presidente eleito, independente do seu partido, no sentido de desenvolver o Amazonas”, disse por meio da assessoria de imprensa.

A assessoria de imprensa de Omar Aziz afirmou que o candidato decidiu não apoiar nenhum candidato porque, segundo ele, nenhum candidato se comprometeu com a Zona Franca de Manaus. “Não houve, por nenhum deles, um compromisso formal com a Zona Franca de Manaus”, disse o candidato por meio de sua assessoria. O partido de Omar, PSD, faz parte da coligação ‘Para Unir o Brasil’, do candidato Geraldo Alckmin.

David Almeida afirmou que ainda não definiu seu voto à Presidência. “O meu presidente será aquele que se comprometer com o Amazonas, com a Zona Franca, com o fortalecimento do Polo Industrial, com os PPBs que estão em Brasília para que eles retornem logo a Manaus. O meu candidato a presidente será escolhido com este perfil, eu ainda não tenho candidato definido em função de não ter assumido compromissos com o Amazonas, aquele que assumir os compromissos que eu estou pedindo, este será meu candidato a presidente. O que for melhor para o Amazonas”, afirmou. O PSB, partido de David, não formalizou coligação com nenhum candidato à Presidência.

O candidato ao Governo do Amazonas pela coligação ‘Eu Voto no Amazonas’, Amazonino Mendes (PDT), informou que vota no candidato do seu partido, Ciro Gomes. “E respeito a todos os candidatos que também defendem a manutenção da nossa Zona Franca de forma clara, como Jair Bolsonaro”, disse.

A candidata Lúcia Antony (PCdoB) tem manifestado claro apoio à candidatura de Fernando Haddad (PT) e participou da visita do candidato a Manaus no último sábado, 29.

Sidney Cabral (PSTU) apoia a candidata Vera Lúcia, do mesmo partido. “Vera governará com e para a classe trabalhadora, a juventude e o povo pobre através de conselhos populares”.

Berg da UGT (PSOL) também apoia o candidato do partido dele à Presidência: Guilherme Boulos.