Amazonino diz que maior deficiência do Estado é nas áreas de saúde e segurança

"Esses dois segmentos exigem uma atenção especialíssima. E vocês podem esperar, que virão atos revolucionários", disse, disse o governador

Manaus – O governador Amazonino Mendes disse, nesta quarta-feira (4), na sede do governo, que a maior deficiência do Estado, hoje, é nas áreas de saúde e segurança públicas. Eleito em agosto, Amazonino e o vice, Bosco Saraiva, foi empossado hoje, em cerimônia na Assembleia Legislativa do Estado (ALE).

Perguntado sobre como seria a relação dele com o presidente da ALE, David Almeida, o governador afirmou que a relação entre eles é institucional (Foto: Sandro Pereira)

“Estamos sentindo muito a deficiência na saúde pública e na segurança. Esses dois segmentos exigem uma atenção especialíssima. E vocês podem esperar, que virão atos revolucionários”, disse.

Amazonino disse, também, que tomará medidas para equilibrar as contas públicas.

Relação com David Almeida

Perguntado sobre como seria a relação dele com o presidente da ALE, David Almeida, que retorna ao cargo após a posse de Amazonino, o governador afirmou que a relação entre eles é institucional. “Eu vou respeitá-lo. Não sou amigo pessoal dele, não quero ser e nem pretendo ser”, afirmou.

Amazonino ainda criticou os números da economia do Estado apresentados por David Almeida. Nesta terça (3), David afirmou que sua gestão obteve superávit de R$ 458 milhões em setembro. ‘Isso é conversa furada’, disse Amazonino.

“Isso é uma falta de respeito com a população. Eu vou acabar com a brincadeira. Nós temos pela frente uma tarefa séria. E eu não sou governador interino, não. Eu sou governador diplomado, eleito pela população”, ressaltou.