Prefeito Arthur Neto ouve propostas de presidenciável do PRB, Flávio Rocha

O prefeito explicou que irá escutar todos os presidenciáveis que se mostrarem dispostos a apresentar seus programas de governo, e espera boas propostas para Manaus e a toda a região

Com informações da assessoria / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, recebeu nesta quinta-feira (10), o pré-candidato à presidência da República pelo Partido Republicano Brasileiro (PRB), Flávio Rocha nas dependências do Palácio Rio Branco, Centro. O prefeito explicou que irá escutar todos os presidenciáveis que se mostrarem dispostos a apresentar seus programas de governo, e espera boas propostas para Manaus e a toda a região.

“A ideia é recebermos todos os presidenciáveis que nos procurem sem importar o partido. O que me interessa é saber o que pensam da Zona Franca de Manaus e o candidato Flávio Rocha por exemplo, se dispôs a defende-la e atualizá-la. Quero saber o que pensam sobre a volta do funcionamento do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) e toda análise geral do quadro na área de segurança e aumento da competitividade da economia brasileira”, destacou Arthur Neto.

O prefeito explicou que irá escutar todos os presidenciáveis que se mostrarem dispostos a apresentar seus programas de governo. (Foto: Mário Oliveira/Semcom)

Para ele, é preciso ouvir o maior número possível de candidatos para poder influenciá-los com pensamentos e propostas a favor da região Norte. “Precisamos incentivar os candidatos, porque um deles será vitorioso, a ter um pensamento a favor da Zona Franca de Manaus e do Amazonas. Quero obviamente perceber o que pensam sobre a realidade econômica do país que é muito delicada”, observou Arthur.

O candidato Flávio Rocha, que cumpre agenda política na capital amazonense, é ex-presidente da rede de Lojas Riachuelo. Ele ouviu do prefeito a necessidade de uma maior valorização da região Norte e suas potencialidades e depois apresentou suas propostas como presidenciável. Sobre a agenda em Manaus ele avaliou como positiva e destacou que a visita também representou um grande aprendizado sobre demandas importantes da região.

“Foi uma viagem bastante produtiva e de aprendizado para dar um ponto de partida de nosso debate e nossas propostas, mas é uma viagem também debatendo as questões amazônicas, de sustentabilidade e questões ambientais e como realmente a Amazônia pode cumprir o papel estratégico que lhe cabe no futuro na era da biodiversidade”, salientou o presidenciável.