RDC realiza primeiro debate com candidatos ao Governo do Amazonas; assista

População pôde avaliar o posicionamento e as propostas dos candidatos, com transmissão na TV DIÁRIO/RECORD NEWS e Portal D24AM

Álisson Castro / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Um momento de embate, apresentação de propostas e avaliação de posicionamentos. Assim foi o debate promovido, na noite desta quinta-feira (23), pela REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (RDC), o primeiro realizado com candidatos ao Governo do Amazonas, com transmissão na TV DIÁRIO/RECORD NEWS e PORTAL D24AM. Participaram do debate os candidatos Berg da UGT (PSOL), David Almeida (PSD), Omar Aziz (PSD) e Wilson Lima (PSC).

O governador Amazonino Mendes (PDT) não compareceu e, conforme as regras, uma cadeira vazia foi mantida no estúdio, para representar a ausência. O candidato Sidney Cabral (PSTU) não participou do debate porque, conforme determina a lei eleitoral, o partido não tem representatividade na Câmara dos Deputados. A candidata Lúcia Antony (PCdoB) também ficou de fora, por ter pedido o registro de candidatura após a reunião que definiu as regras para o debate.

Assista o debate na íntegra:

Acompanhe ao vivo o primeiro debate com candidatos ao Governo do Amazonas, realizado pela REDE DIARIO DE COMUNICAÇÃO. #DebateRedeDiario #Eleições2018

Posted by D24am on Thursday, August 23, 2018

No primeiro bloco, os candidatos responderam a perguntas entre si sobre os temas Educação, Interior, Saúde, Segurança, Esporte e Lazer e Meio Ambiente e Sustentabilidade. O candidato Berg da UGT respondeu sobre o tema Segurança, a uma pergunta realizada por Wilson Lima. Para Berg, a segurança está um caos. “O ideal é mapear as áreas mais perigosas e trabalhar na educação. O nosso projeto integra a inteligência da Policia Civil e Militar”, disse.

Em seguida, Wilson Lima respondeu sobre o Meio Ambiente e Sustentabilidade e afirmou fortalecer a área de meio ambiente no Estado. “É preciso que o nosso povo possa fazer a coleta seletiva do lixo e devemos também dar incentivo as indústrias que queiram trabalhar de modo sustentável”, salientou.

O terceiro candidato a responder pergunta, ainda no primeiro bloco, foi David Almeida sobre Esporte e Lazer. Para o candidato do PSB, o Estado tem potencial esportivo que não é valorizado. “Precisamos incentivar o esporte e coloca um time na liga de vôlei masculino Incentivar os times profissionais”.

Em seguida, Omar homenageou aos candidatos presentes ao debate e criticou, sem citar nome, o ausente governador Amazonino Mendes. “Isto é respeito”, frisou o candidato. Omar respondeu sobre educação, momento em que David afirmou que o governo do Estado comprou um livro com indício de superfaturamento. Sobre o tema, Omar disse que o os atos do Estado precisam ser mais transparente. “O erro não foi só este”, frisou.

Omar afirmou, ainda, que David Almeida também cometeu erros quando esteve a frente do Estado, no ano passado. Em resposta, David disse pretender ampliar a oferta de vagas nas escolas e usar as empresas do Polo Industrial de Manaus para apadrinhar escolas na capital e no interior. “Em apenas quatro meses eu fui muito mais pela educação do que outros que tiveram mais tempos no governo”, disse.

(Foto: Eraldo Lopes)

Segundo bloco

No segundo bloco, foi oportunidade de fazer perguntas entre si, por meio de sorteio, mas com temas livres. Berg da UGT perguntou a Wilson Lima sobre uma greve em que Lima terias ofendido grevistas. Lima retrucou a afirmação “Não sei onde o senhor ouviu isto. Eu entendo que o Estado está muito sofrido e que as categorias precisam ser respeitadas, da área de segurança, educação e saúde”.

Wilson Lima perguntou a Omar sobre propostas para melhorar os serviços públicos no Estado. Em resposta, o candidato do PSD disse que ser preciso ‘renovar’ a máquina do Estado. “Veja a situação precária da segurança pública. Veja saúde. O governo (atual) não está levando estes serviços a serio. Há uma falta de organização na atividade fim do Estado. Faremos um governo moderno e renovador. Na segurança pública não dá para inventar um cargo achando que isto irá resolver. O que o atual governo faz é improvisar, precisamos modernizar a máquina pública”, disse.

Candidatos ao governo do Estado participam do primeiro debate (Foto: Jimmy Geber)

Omar perguntou a David como ele teria conseguido, em quatro meses, eliminar a febre aftosa no Estado. Almeida reafirmou que, durante a gestão dele foram feitas ações que culminaram na eliminação da doença. Omar retrucou dizendo que David Almeida não falou a verdade. “A febre aftosa ocorreu em 2014. Temos que ser menos afoito nas afirmações”, afirmou.

Em seguida, David questionou para Berg da UGT sobre a estrutura do Hospital da Zona Norte Delphina Aziz. Em resposta, Berg disse que o atual governo causou caos na saúde. Ao comentar a resposta, David disse que o Hospital da Zona Norte é o melhor da cidade, no entanto, custará R$ 2,5 bilhões a população. “Em vinte anos vamos pagar duas pontes por este hospital”, disse.

No terceiro bloco, os candidatos responderam a perguntas da população sobre os temas Cultura, Infraestrutura, Concursos, Juventude, Emprego e Renda e Produção Rural. O último bloco foi destinado aos candidatos às considerações finais dos quatro candidatos. Em caso de segundo turno, um novo debate será realizado pela REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (RDC) no dia 20 de outubro.