TRE já regularizou as ações para a eleição

Diretor-geral diz que tudo está caminhando conforme o planejado. As urnas já estão sendo encaminhadas para o interior e a expectativa é que, no dia 20, o TRE já comece a programá-las

Manaus – Após uma semana de suspensão das atividades, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) retomou nesta semana os preparativos para organização das eleições suplementares em agosto, de acordo com o diretor-geral do TRE Messias Andrade. Distribuição de urnas para o interior, treinamento de mesários e fechamento de contratos marcaram os últimos dias de preparação para o pleito destinado a escolher o novo governador do Amazonas.

Tropas federais atuarão em Manaus e no interior do Estado (Foto: Agenciabrasil.ebc.com.br)

“Tudo está caminhando conforme o planejado, urnas saindo, técnicos chegando, mesários treinados, está tudo indo. Desde a última sexta-feira, as urnas já estão sendo encaminhadas para o interior do Estado e a expectativa é que lá pelo dia 20, o TRE já comece a por carga nas urnas com os dados dos candidatos. Na capital, as urnas só são montadas na última sexta-feira antes da eleição”, afirmou.

Em relação aos mesários, Andrade afirmou que houve uma forte adesão de quem foi mesário na eleição do ano passado. “Já tivemos um momento crítica quando faltavam dez mil mesários, hoje faltam menos de três mil. Mas, se hoje fosse eleição, e eu não tivesse este três mil de sobra, porque a gente trabalha com mesários reservas, a gente faria a eleição normal como o número atual. Houve um grande atendimento ao chamamento que fizemos aos mesários que trabalharam na eleição do ano passado, principalmente, após a divulgação feita pelo Facebook e pela TV”, afirmou.

O diretor-geral explicou que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já liberou para o TRE os R$ 9,5 milhões previstos para serem usados no primeiro turno da eleição suplementar. “A liberação de recursos está dentro do cronograma, também. Isto possibilitou a contratação dos principais serviços como transporte de urnas e os técnicos de urnas. O transporte já foi o maior gasto da eleição, mas conseguimos, neste ano, contratar pela metade do preço. A expectativa era licitar por R$ 2 milhões e fechamos por volta de R$ 1,2 milhão. Em relação ao maior gasto, hoje, é o dos técnicos de urnas e transmissão, que saiu em torno de R$ 4 milhões, e totalizam 500 profissionais”, disse.

Questionado sobre a possibilidade da outra suspensão da eleição, Andrade acredita que isto seja pouco provável. “Em recente decisão do TSE, o ministro Tarcísio de Carvalho Neto citou os gastos que a Justiça Eleitoral está fazendo para realizar o pleito, então, acho que, com tanta coisa em jogo, como o erário, acho dificílimo que a eleição seja novamente suspensa. Independentemente disto, estamos preparados para fazer o pleito”, afirmou.

Em relação ao reforço de forças federais, o diretor destacou que todos os pedidos já estão no TSE. “Pelo que sabemos, o TSE já comunicou o Ministério da Defesa e só falta ser feito o repasse de valores do TSE para o Ministério. Mas já está tudo autorizado”, afirmou.

Manual

Nesta semana, o TRE divulgou no site do tribunal o Manual da Propaganda Eleitoral-Edição 2017 para tirar dúvidas dos eleitores e candidatos acerca do que é permitido e o que é proibido em relação à propaganda eleitoral nas Eleições Suplementares deste ano. A edição foi revisada sob a coordenação dos juízes da propaganda eleitoral Anagali Marcon Bertazzo, Themis Catunda de Souza Lourenço e Celso Antunes. O formato do manual foi criado há mais de 10 anos, pelo então Juiz da Propaganda Yedo Simões, e atual presidente do TRE. Os interessados podem baixar o manual no site do TRE (www.tre-am.jus.br).

Reunião no Tribunal vai tratar dos procedimentos de auditoria

Na próxima segunda-feira, 17, o juiz de Direito e membro do TRE Henrique Veiga Lima fará uma reunião com representantes de partidos políticos e de coligações para tratar dos procedimentos de auditoria que serão realizados durante a eleição de agosto, por meio da votação paralela.

De acordo com o tribunal, no dia da eleição suplementar, em 6 de agosto, bem como no dia do segundo turno, se houver, em 27 de agosto, os equipamentos sorteados serão instalados no Auditório Juiz Fausto Ferreira dos Reis e monitorados por câmeras filmadoras e receberão votos lançados em cédulas, de forma aleatória, durante todo o dia, das 8h às 17h.

Segundo  o TRE, o procedimento irá verificar o funcionamento das urnas eletrônicas e garantir mais transparência aos procedimentos adotados pela Justiça Eleitoral. Serão sorteadas duas urnas: uma da capital e outra do interior, para uma votação simulada que será feita no dia 06 de agosto, em paralelo com a votação oficial.

Para isso, serão enviadas aos partidos políticos cédulas e papel com números dos candidatos, votos nulos, votos de legenda e votos em branco para o preenchimento. Os votos destas cédulas serão digitados nas urnas eletrônicas para, às 17h, a Comissão de Auditoria conferir se os votos do Boletim Eletrônico de Urna (BU) correspondem exatamente aos votos manuais.