Wilson Lima diz que pretende fechar fronteiras para combater tráfico de drogas no AM

O candidato ao Governo do Amazonas foi o primeiro entrevistado na série do DEZ NA TV, nesta quinta-feira. Ele falou sobre projetos para saúde, educação e segurança

Asafe Augusto

Manaus – O candidato ao Governo do Amazonas, Wilson Lima (PSC), foi o primeiro entrevistado da série do DEZ NA TV, da REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (RDC), nesta quinta-feira (16), e falou sobre seus projetos para áreas como saúde, educação e segurança.

De acordo com o candidato, é necessário fechar as fronteiras para combater o tráfico de drogas. “A gente precisa guarnecer as nossas fronteiras, que é por onde chegam às drogas”, disse.

Wilson Lima é candidato ao Governo do Amazonas (Foto: Raquel Miranda)

Ele afirmou que um dos seus planos de governos é aumentar o efetivo da Polícias Civil e Militar. Wilson Lima falou ainda em valorizar o policial e trabalhar com inteligência. Lima disse que vai fechar a cidade para evitar roubos. Segundo ele, a segurança pode ser melhorada com a metade do que foi investido nos últimos anos.

Na saúde, Wilson Lima declarou que pretende reestruturar o sistema no Amazonas. “Temos que ter controle do que entra e sai. Temos que reformular o sistema. Tem gente morrendo na porta dos hospitais. Temos que organizar para saber por onde os recursos estão escapando. Os contratos com as cooperativas precisam ser cumpridos”, afirmou.

No sistema educacional do Estado, o candidato afirmou que é preciso manter o que foi feito de bom. Segundo ele, as escolas militares tem números positivos, mas erros devem ser reparados. Ele afirmou que existem desigualdades para ingressar nas escolas militarizadas. “Vamos fazer cumprir a constituição. O ensino público deve ser gratuito, sem a necessidade de pagar por nada para estudar. Os pais têm que pagar um livro de R$ 700. Isso não pode, aumenta o abismo entre os que podem e os que não podem tanto”, disse.

Quando foi questionado sobre a economia do Estado, o candidato afirmou que pretende fortalecer a Zona Franca de Manaus (ZFM), além de investir no Polo Naval, piscicultura, e em pesquisa fazendo parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA). “A gente tem riqueza e o nosso povo não pode ficar pobre. Temos que planejar o futuro. Além disso, nas pequenas obras vamos contratar cidadãos para valorizar o emprego e renda”, afirmou.

Lima concluiu afirmando que o eleitor está mais crítico e está pesquisando sobre os candidatos. “Hoje o eleitor está informado e quer pessoas que apresentam propostas. Temos que acabar com o rouba, mas faz”, concluiu.

Assista à entrevista (a partir dos 10 minutos):

Confira o Dez na TV com Juliano Couto e Jackson Nascimento.

Posted by D24am on Thursday, August 16, 2018