Alunas de escola municipal vão representar o AM em ‘Brasileiro Escolar’

Alunas fazem parte da equipe de futebol feminino da Escola Municipal Edinir Telles Guimarães. Evento vai ocorrer em Maceió, no Alagoas

Da redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O resultado na 21ª edição das Municipíadas 2018, resultou em um convite para a equipe de futebol feminino da Escola Municipal Edinir Telles Guimarães, localizada no Jorge Teixeira, zona leste de Manaus, pela Federação Amazonense de Desporto Escolar (Fade), para representar o Amazonas no 9° Campeonato Brasileiro Escolar, em Maceió (AL), a partir desta quinta-feira (21). O evento é organizado pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), responsável pela passagem, hospedagem, translado e alimentação da delegação composta por alunas da escola.

São 23 equipes de todo o Brasil a participar da disputa. Os times serão divididos em sete grupos. A unidade de Manaus, que também faz parte do projeto Desporto Educacional, está no grupo A, ao lado dos times de Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. As equipes vencedoras do torneio garantem presença no Mundial de Futebol Escolar, que ocorrerá no período de 6 a 14 de abril, em Belgrado, na Sérvia.

Alunas são da Escola Municipal (Foto: Cleomir Santos/Semed)

O time da Escola Edinir Telles é formado por alunas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Para o coordenador de Eventos e Esportes da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Ronnie Melo, participar do Brasileiro Escolar vai além do lado competitivo.

“É uma oportunidade única de poder viajar, disputar uma competição e conhecer uma nova cultura. Acreditamos muito nessa estratégia educacional do esporte de oportunizar um momento de vivência para nossas alunas. A escola (equipe) vai passar os sete dias jogando, é uma estratégia bem dinâmica, legal e educativa”, comentou Ronnie.

O presidente da Fade, Antônio de Souza Araújo Neto, o Zico, elogiou o trabalho realizado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Semed, no desporto e afirmou que o torneio servirá de intercâmbio para as alunas.

“Além da possibilidade de participar de uma competição nacional, é fundamental que as estudantes tenham o contato com outras escolas de outros Estados, na troca de conhecimento, na parte cultural. Enfim, essa interação é a possibilidade de vivenciar essas experiências”, avaliou.

Desporto Escolar

Para participar do projeto de desporto na unidade, as estudantes têm que ter média superior a 6. “Além disso, não pode faltar mais que três vezes no mês, o que cria um hábito de compromisso e respeito com a educação”, informou Alexandre Gonçalves, professor de Educação Física, responsável pelo projeto.

O educador acrescentou ainda que as alunas já estavam preparadas para os jogos, nessa semana. “As meninas já são qualificadas para a modalidade. Então, aperfeiçoamos apenas o fundamento tático durante a semana”, destacou.

Para a aluna do 9º ano Kailane Alves, participar do Brasileiro Escolar será uma experiência incrível. “A gente não vai apenas para competir, vamos para ganhar experiência, nunca fomos tão longe. É uma experiência enorme, e, para mim, é maravilhoso porque vamos conhecer várias pessoas de vários Estados”, concluiu.