Botafogo, Palmeiras e Galo avançam na Copa do Brasil

Glorioso se garantiu nas quartas de final ao empatar com o Sport, em Recife. Já o Verdão perdeu para o Inter, mas avançou pelo gol fora de casa. No Horto, o Atlético-MG despachou o Paraná

Agência Estado/vencer@diarioam.com.br

‘Salvador’ Thiago Santos fez o gol que garantiu o Palmeiras nas quartas de final da Copa do Brasil
Foto: Jeferson Guareze/AE

Recife – A estreia do técnico Vanderlei Luxemburgo no comando do Sport não foi do jeito que ele queria nesta quarta-feira. O time pernambucano não perdeu no Estádio da Ilha do Retiro, no Recife, mas o empate por 1 a 1 foi o suficiente para o Botafogo estragar a primeira experiência em campo do treinador em uma equipe do Nordeste e conseguir a classificação às quartas de final da Copa do Brasil. Na ida, no Estádio Nilton Santos, no Rio, o clube alvinegro havia vencido de virada por 2 a 1.

Logo no primeiro contra-ataque, aos 11 minutos, saiu o gol da equipe carioca. João Paulo fez a jogada pelo meio e deu um passe na área para Roger, que fintou o zagueiro Matheus Ferraz e tocou por cobertura na saída do goleiro Magrão. Em vantagem, o Botafogo teve outras boas oportunidades como um chute no travessão de Rodrigo Pimpão e um gol do mesmo atacante, pouco antes do intervalo, mal anulado pela arbitragem por impedimento.

No segundo tempo, aos 22 minutos, após escanteio da direita, o zagueiro Durval cabeceou no canto direito de Gatito Fernández e empatou para os pernambucanos, que readquiriram a esperança de classificação. Era só mais um gol e a vaga seria decidida nos pênaltis. Só que, mesmo com muita luta, ele não veio e a classificação ficou para o Botafogo.

‘Cucabol’ salva

As três derrotas consecutivas do Palmeiras na temporada servem como alerta mesmo com a equipe classificada para as quartas de final da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, o time levou de 2 a 1 do Internacional, no Beira-Rio, e só avançou graças à bola parada. O velho estilo ‘Cucabol’ salvou a equipe de ser punida pela atuação ruim e escolhas equivocadas na escalação. A vaga veio pelo desempate nos gols como visitante. A equipe teve em Porto Alegre um meio-campo sem armadores, um zagueiro improvisado no ataque, volantes na defesa e uma noite de futebol desastroso. Já o Inter jogou melhor, mesmo com treinador interino e ficou bem próximo de eliminar o atual campeão brasileiro.

Caiu no Horto…

O Atlético Mineiro fez o suficiente para derrotar o Paraná por 2 a 0, nesta quarta-feira, e garantir vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Empurrado mais uma vez por sua torcida no Estádio Independência, no bairro do Horto, em Belo Horizonte, o time alvinegro não teve uma de suas melhores atuações, mas desafogou com um gol olímpico do venezuelano Otero, no fim do primeiro tempo. Na etapa final, Fred completou o placar.

A vitória foi suficiente para garantir a vaga após a queda por 3 a 2 no jogo de ida, em Curitiba, na semana passada. Além disso, encerrou uma sequência negativa do Atlético Mineiro, que vinha de três partidas sem triunfo, inclusive um inesperado empate em casa com a Ponte Preta no último fim de semana, pelo Campeonato Brasileiro.