Colômbia e Estados Unidos fazem reconhecimento na Arena da Amazônia

Por Thiago Fernando


Manaus – Para cumprir tabela, Colômbia e Estados Unidos se enfrentam amanhã às 18h na Arena da Amazônia pela terceira rodada da fase de grupos do Torneio Feminino de Futebol dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Ambas as equipes realizaram o reconhecimento do estádio na tarde desta segunda-feira (8).

Considerada uma das favoritas para conquistar o ouro na modalidade, a equipe americana veio completa conhecer a Arena. Bem relaxadas, as jogadoras caminharam pelo campo de jogo, incluindo a goleira e treinadora, que ficou famosa por sua publicar em uma rede social fotos onde demonstrava preocupação com o mosquito da zika.

Da Arena, a seleção do Estados Unidos se encaminhou para o estádio Ismael Benigno, a Colina, onde realizará treinamento às 18h.

Sabendo da força do adversário, o técnico da Colômbia, Fabian Taborda, admitiu esperar um confronto difícil amanhã. Vindo de duas derrotas, a seleção sul-americana buscará segurar o jogo e, em um contra-ataque, marcar o primeiro gol na competição. Taborda ainda revelou que acredita que o ouro do Torneio Feminino de futebol ficará com as americanas.

“São jogadoras que já enfrentamos em Mundiais e que já conhecemos de outras Olimpíadas. Enfrentamos na preparação para Londres 2012. O Estados Unidos é uma equipe que sempre vai avançando, ganhando nem que seja por 1 a 0, mas chega nas fases finais das competições. Eles atacam e defendem bem. Amanhã vai ser uma partida boa para ambas, e tenho certeza que os Estados Unidos irá avançando e será campeã do Rio 2016, porque é uma equipe mais forte que as outras”, analisou o treinador.

Reconhecendo a limitação de suas atletas, o comandante da Colômbia lembrou que este ano, o país dará um passo importante para avançar no futebol feminino. Em dezembro, a final feminina do Mundial de Clubes acontecerá na Colômbia e, no início de 2017, será lançada a Liga Feminina Profissional da Colômbia.

“Isto é um grande avanço que acontece no nosso país. Este ano, a Colômbia vai sediar a final feminina do Mundial interclubes. Isso é um avanço e logo daremos início a Liga de Futebol Profissional da Colômbia. A Colômbia crescerá muito. Acredito que irá se tornar um dos protagonistas das próximas competições. Com a Liga, surgiram novas jogadoras e poderemos trabalhar melhor”, concluiu o Taborda.