Com atenção mundial, Chape estreia hoje na Libertadores

Divulgação

Com informações de agências / portal@d24am.com

Montevidéu – Com uma grande carga emocional para a estreia da Chapecoense, hoje, às 20h45 (de Manaus), em um torneio continental, após o acidente aéreo que dizimou o elenco, a fase de grupos da Copa Libertadores 2017 começa a ser disputada repleta de duelos entre clubes brasileiros e argentinos.

A Chape levou para Maracaibo a persistente dor pela tragédia que comoveu o mundo e, com um novo elenco, deverá dar início à recuperação diante do Zulia, da Venezuela.

“Sabemos que os olhos do mundo estarão postos nesta partida e que todos vão estar torcendo pela Chapecoense. Por tudo que aconteceu, vai ser uma partida de altíssima carga emocional”, declarou o técnico do Zulia, Daniel Farías.

Três meses depois do acidente em que morreram 19 jogadores e o técnico Caio Júnior, a modesta Chapecoense estreia na Libertadores como equipe campeã da Copa Sul-Americana, um título concedido a pedido do Atlético Nacional, de Medellin, que seria adversário do time catarinense na final do torneio.

Chape e Zulia fazem parte do Grupo 7 da Libertadores, ao lado do tradicional Nacional, do Uruguai, e do Lanús, da Argentina, que se enfrentam em Buenos Aires, na quinta-feira.

Três duelos entre equipes brasileiras e argentinas, potencias do continente, darão ainda mais emoção e rivalidade à fase de grupos da Libertadores, que, pela primeira vez, será disputada até o final do ano, a exemplo da Liga dos Campeões.

Nesta quarta-feira, no Maracanã, o Flamengo tentará superar o San Lorenzo, campeão de 2014, em um duelo de peso do Grupo 4, chamado de ‘Grupo da Morte’, no qual também se encontram Atlético Paranaense e Universidad Católica, do Chile, que duelam, hoje, às 20h, na Arena da Baixada.

No Grupo 5 haverá um verdadeiro duelo de ‘Davi contra Golías’: o surpreendente e pequeno Atlético Tucumán receberá, nesta quarta-feira, em seu caldeirão, no norte da Argentina, o Palmeiras, atual campeão brasileiro e que se reforçou com nomes de peso, de olho em ganhar a Libertadores, o que lhe valeria o direito de disputar o tão sonhado Mundial de Clubes.

Outro duelo Brasil X Argentina que se mostra desigual, no papel, acontecerá no Grupo 6, entre Atlético Mineiro, campeão em 2013, e o Godoy Cruz, do oeste argentino.

 

Reconstrução

A Chapecoense vai, aos poucos, se reerguendo. O clube contratou quase 40 jogadores para a temporada e começa a Libertadores com caras novas. Entre outros, chegaram ao clube os zagueiro Douglas Grolli (cria da base da Chapecoense) e Nathan, os volantes Amaral e Andrei Girotto, o lateral-esquerdo Diego Renan, o lateral-direito João Pedro e o atacante Wellington Paulista. Vagner Mancini foi o escolhido para dirigir a equipe.