Decisão do Estadual começa hoje, na Arena da Amazônia

Manaus FC e Nacional disputam a primeira partida da final, às 20h. O duelo colocará frente a frente o melhor ataque da competição, do Naça, e a melhor defesa, do Gavião

Thiago Fernando/redacao@diarioam.com.br

Nacional e Manaus FC já se enfrentaram duas vezes em 2017 (Foto: Reinaldo Okita)

Manaus – Rotina para alguns e novidade para outros. Esses substantivos definem bem o que significa a final do Campeonato Amazonense para Nacional e Manaus FC. Hoje, às 20h, a Arena da Amazônia recebe o primeiro jogo do confronto entre os clubes que, mesmo com poucos jogos na história, cultivam rivalidade fora das quatro linhas.

Com 42 títulos estaduais, o Nacional é o maior vencedor da competição. Esse domínio está explícito nas últimas dez edições do Estadual. Nesse período, o Leão da Vila Municipal chegou sete vezes à final e, em quatro delas, foi campeão. Apesar disso, para boa parte do atual elenco, incluindo o técnico Arthur Bernardes e a diretoria, essa será a primeira chance de se tornar campeão amazonense.

Da última conquista, em 2015, o Naça conta com apenas três remanescentes, sendo que apenas dois são titulares: o lateral-direito Peter, o volante Bruno Potiguar e o meia Charles.

Caçula do futebol amazonense, o Manaus FC é debutante em decisão. Fundado em 2013, pelos ex-cartolas nacionalinos Luis Mitoso e Giovanni Silva (inclusive foram campeões estaduais pelo Leão da Vila Municipal), o Gavião do Norte chegou à final na quarta participação na divisão principal do amazonense. Porém, o time conta com um elenco multicampeão no Estado. No total, 13 jogadores do Manaus já levantaram o título. Fora isso, no comando, o time conta com o técnico mais vitorioso do futebol amazonense, Aderbal Lana, que conquistou o Amazonense dez vezes.

Durante a fase de classificação, as equipes se enfrentaram duas vezes. Em ambos os encontros, o Nacional saiu de campo com a vitória. Na primeira partida, no dia 18 de março, o Leão venceu por 2 a 1. No duelo do dia 19 de abril, a vitória foi por 4 a 2.

O resultado sacramentou a saída do técnico Igor Cearense e a chegada de Lana ao Manaus FC. Curiosamente, desde lá, o Gavião não sabe o que é perder. Invicto há oito jogos, o time conquistou cinco vitórias e teve três empates.

A final do Estadual tem tudo para ser equilibrada. O Nacional é o clube com mais vitórias na competição: nove. Enquanto o Manaus é o que menos perdeu: apenas três vezes. Outro dado importante é o número e gols feitos e sofridos. Dono do melhor ataque, o Naça balançou as redes 33 vezes. Com 15 gols sofridos em 16 partidas, o Manaus tem a melhor defesa.

Disputa por 3ª lugar adiada

O Portal D24am publicou, no último domingo, reportagem com algumas das bizarrices protagonizadas pela Federação Amazonense de Futebol (FAF) no Estadual. A lista aumentou, nesta segunda-feira (5), pois a disputa do terceiro lugar, que vale vaga na próxima edição da Copa Verde, entre Fast e Princesa do Solimões, foi adiada para o dia 14, quatro dias após o campeão ter sido definido.