Denilson é confirmado como novo reforço do Cruzeiro

Estadão Conteúdo


Belo Horizonte – Confirmado como novo reforço do Cruzeiro, o volante Denilson foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira (220, na Toca da Raposa II, onde vestiu pela primeira vez a camisa do clube. Ex-jogador do São Paulo e do Arsenal, ele faz seu segundo retorno ao futebol brasileiro após ter defendido o Al-Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, entre 2015 e 2016, e agora espera poder ficar o mais rápido possível à disposição do técnico português Paulo Bento na equipe mineira.

Ao ser questionado sobre quando poderia estrear já neste final de semana, o atleta de 28 anos de idade lembrou que ainda precisa recuperar a sua melhor forma física, que ele perdeu após ter deixado o Al-Wahda e ficado um longo período inativo sem treinar em qualquer clube.

“Hoje não (tenho condições para jogar). Domingo (contra o Sport, no Mineirão) ainda não. Até porque estou há algum tempo parado e venho me condicionando aos poucos (…) Creio que em duas ou três semanas esteja apto para ajudar o Cruzeiro”, previu o atleta, em entrevista coletiva, sendo que a última partida que fez pelo seu ex-clube foi no dia 8 de maio.

Formado pelas categorias de base do São Paulo, Denilson foi promovido ao time profissional em 2005, quando fez parte do elenco campeão mundial daquele ano, e já em 2006 foi contratado pelo Arsenal, clube que defendeu até 2011. Depois da passagem pelo futebol inglês, o volante foi contratado pelo próprio São Paulo e viveu sua segunda passagem pela equipe do Morumbi até 2015, quando se transferiu para o Al-Wahda.

“O Denilson era um desejo antigo do clube, o currículo dele fala por si só. Desejo boa sorte e espero que ele seja feliz no maior clube de Minas Gerais”, afirmou o vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Bruno Vicintin, ao participar da apresentação oficial do jogador.

Denilson comemorou a chance de poder defender mais um gigante do futebol brasileiro.

“É um clube grande. Agradeço a Deus e à diretoria por ter tido essa oportunidade. Escolhi o Cruzeiro porque é um grande clube”, ressaltou o atleta, que aposta na sua versatilidade como meio-campista para ter sucesso com a camisa cruzeirense.

“Posso fazer as duas funções, tanto de primeiro quanto de segundo volante. A decisão é do técnico. Estou aqui para ajudar, quero jogar o mais rápido possível. Vim para demonstrar meu trabalho para a diretoria, para o clube e para os torcedores”, destacou o atleta, que espera também ajudar o time a engrenar no Brasileirão, no qual a equipe hoje ocupa a zona de rebaixamento, na 18ª posição. “Tenho certeza que todos vão ajudar o Cruzeiro a sair dessa situação, até porque o elenco é para estar entre os três melhores do País”, aposta.