Em casa, Nacional busca recuperar a ponta na Série D

O time do Leão da Vila recebe o São Raimundo-PA, lanterna do Grupo A3, na Arena da Amazônia, com a obrigação de vencer para ao menos ter chance de subir mais na chave do Brasileiro

Natasha Pinto/ vencer@diarioam.com.br

Manaus – Após a derrota fora de casa para o Real Ariquemes-RO, na última rodada da Série D do Brasileiro, o Nacional perdeu a liderança do Grupo A3. E, neste domingo, o Leão da Vila vai buscar cumprir o dever de casa contra o lanterna São Raimundo-PA para tentar voltar ao topo da chave. O confronto será na Arena da Amazônia, em Manaus, a partir das 16h.

Mas para recuperar a liderança, o Naça precisa, além de vencer, torcer por um tropeço do Real Ariquemes, primeiro colocado do Grupo A3, diante do outro São Raimundo, o de Roraima, em partida que será realizada também neste domingo. Apesar da derrota do Nacional, no domingo passado, o técnico Lecheva acredita que o desempenho da equipe amazonense não ficou abaixo do esperado, já que conseguiu ter a maior posse de bola.
“Não dá para acreditar que essa foi uma partida ruim (contra o Real Ariquemes). Claro que temos que melhorar, mas considerei razoável. Então, nós treinamos para melhorar em todos os aspectos, principalmente, na parte ofensiva”, declarou.

Técnico Lecheva focou na parte ofensiva do Nacional na semana que antecedeu o confronto, na Arena (Foto: Sandro Pereira)

Lecheva não contará com o zagueiro Rubran e o volante Pelezinho, que estão lesionados. O técnico do Naça aproveitou a última semana para treinar novos esquemas táticos, só que preferiu não revelar a equipe titular que encara o São Raimundo-PA.

“Ainda não encontrei a minha equipe ideal, mas tenho uma base já consolidada. Espero que as mudanças, se acontecerem, possam surtir o efeito que nós queremos, que é apresentar um futebol mais compacto, vistoso e ofensivo para construir uma vitória tranquila, neste domingo”, afirmou.

Para o atacante Danilo Galvão, o time do Nacional não pode se abalar com o revés passado. “Já absorvemos bem essa derrota, sabendo que não podemos descuidar em nenhum momento sequer para não sermos mais surpreendidos. E, com certeza, nos traz uma obrigação maior de fazer uma melhor partida jogando em casa, com o apoio da nossa torcida”, analisou.