Em Osasco, Iranduba tenta se manter 100% e na ponta

Diogo Rocha /vencer@diarioam.com.br

Foto: Eraldo Lopes / vencer

Manaus – Em mais um desafio fora de casa, pela Série A1 do Campeonato Brasileiro Feminino, o Iranduba da Amazônia enfrenta o Audax (SP), no Estádio José Liberatti, em Osasco, em São Paulo, neste domingo, às 15h (de Manaus), de olho na permanência na ponta do Grupo 1. Com duas vitórias em dois jogos, o Hulk divide a liderança da chave com o Corinthians, que tem saldo de gols maior (5 a 3).

No Grupo 1, que tem oito times, o Iranduba e o Timão são as únicas equipes com 100% de aproveitamento. Em terceiro lugar, o Audax está invicto, com um empate (1 a 1 diante do Sport-PE) e uma vitória (3 a 2 sobre o Vitória-PE), e briga para seguir no G-4, a zona de classificação à segunda fase do Brasileiro.

A atacante do Verdão Dany Helena, heroína da equipe amazonense ao marcar o gol do triunfo por 2 a 1, de virada, sobre o São Francisco (BA), em Manaus, no domingo passado, afirmou que somente a pontaria da equipe precisa melhorar. Na partida de estreia, o Iranduba também derrotou, por 2 a 0, o Kindermann (SC), em Santa Catarina.

“A postura tática será a mesma (diante do Audax). Nossa equipe está criando boas chances de gol e está faltando apenas caprichar mais nas finalizações. Acredito que tivemos boas atuações, nos dois primeiros jogos, e vamos tentar manter, no decorrer do campeonato”, comentou.

Sobre o nível de competitividade do Audax, a atacante preferiu nivelar todas as equipes da chave, mas alertou que os clubes paulistas costumam ser difíceis. “Acredito que, nesse Brasileirão, todas as equipes são fortes, por isso o campeonato está bem equilibrado. É sempre difícil jogar contra equipes paulistas, mas nós vamos atrás dos três pontos para continuar brigando pela liderança do grupo”, disse Dany Helena.

O conhecimento sobre o adversário também é importante. Ela e o restante do grupo do Iranduba têm algumas informações sobre o Audax. “Conhecemos algumas atletas do Audax e conseguimos assistir aos melhores momentos do jogo anterior. A equipe do Audax foi remontada para esse Brasileirão, então, não temos muitas informações”, explicou Helena, ao reforçar a confiança do time.

“Estamos buscando continuar com nossa sequencia de vitórias, sabendo que nenhum adversário será fácil, mas que temos condições de bater de frente com qualquer um”, completou a atacante.