Em situações opostas, Vasco e Botafogo fazem clássico

Foto: Marcelo Baltar

Das Agências / vencer@diarioam.com.br

Rio de Janeiro – Em situações completamente opostas, Vasco e Botafogo se enfrentam, neste domingo, às 17h30 (de Manaus), no Estádio Nilton Santos, pela segunda rodada da Taça Rio, o returno do Campeonato Carioca. Enquanto o Glorioso vem de vitória na estreia na fase de grupos da Libertadores, o Cruz-Maltino foi eliminado da Copa do Brasil, na terceira fase, pelo Vitória-BA, e demitiu o técnico Cristóvão Borges.

Empolgado pelo triunfo na competição continental, o Botafogo tenta manter o bom momento. Mas o zagueiro Emerson pediu atenção com a equipe cruz-maltina.

“Temos que levar o nosso momento para dentro de campo, junto com o nosso torcedor. O Vasco vem de uma eliminação, mas é uma equipe experiente e que saberá contornar isso. Nada como um clássico para mudar essa situação. Todo mundo quer vencer o clássico e vamos fazer o possível para que a vitória seja nossa”, disse.

Com três pontos, os comandados de Jair Ventura ocupam a terceira colocação do Grupo B, atrás de Flamengo e Nova Iguaçu, que possuem a mesma pontuação, mas levam vantagem nos critérios de desempate. Almejando o primeiro lugar, Emerson sugeriu o caminho para que o Botafogo vença os vascaínos.

“A gente já está calejado e com os pés no chão. Desde o ano passado, conseguimos grandes resultados, mas nos mantemos assim. Sabemos que tudo pode mudar em apenas um jogo. É continuar trabalhando e fazendo o que o Jair nos pede”.

No Vasco, o auxiliar-técnico Valdir Bigode, que é ex-atacante, com passagem destacada pelo clube na década de 1990, deve ser o treinador, no clássico, pois a diretoria cruz-maltina ainda não escolheu um novo treinador.