Iranduba cai e Santos está na final com 100%

Em plena Arena da Amazônia, equipe amazonense perde nas cobranças de pênaltis para o Atlético Huila (COL), pelas semifinais do torneio, enquanto Sereias da Vila despacham Colo-Colo (CHI)

Natasha Pinto / vencer@diarioam.com.br

Manaus – O Iranduba da Amazônia deu adeus ao sonho de disputar o título histórico da Copa Libertadores Feminina. Ontem, o Hulk empatou em 1 a 1 no tempo normal e perdeu nos pênaltis, por 3 a 1, para o Atlético Huila-COL, em plena Arena da Amazônia, em Manaus, e está fora da grande decisão da ‘Liberta’, em casa.

Em compensação, na sequência das semifinais do tornei continental, na Arena, o Santos-SP despachou o Colo-Colo, do Chile, ao vencer, por 3 a 0. A equipe das Sereias da Vila será a representante do Brasil na final da competição, neste domingo, 2 de dezembro, às 19h30, novamente na Arena da Amazônia, diante da equipe colombiana do Huila. Já o Iranduba terá que se contentar com a disputa do terceiro lugar com o Colo-Colo, que também será neste domingo, às 16h30, na Arena.

E, ontem, o Hulk da Amazônia foi quem abriu o placar, com a meia Mayara, que contou com a falha da goleira Daniela Vega, aos 25 minutos do primeiro tempo. Mas nos últimos minutos da etapa final da partida, o gol de empate veio, aos 37 minutos. No lance, após uma cobrança de falta, a goleira do Iranduba, Maike, espalma a bola para o meio da área e meia Lúcia livre só precisou empurrar para o gol para deixar tudo igual: 1 a 1.

Para o Iranduba restou a disputa do 3º lugar e para o Santos a busca pelo tri (Foto: Eraldo Lopes)

Com o empate no tempo regulamentar, a vaga para a final da Libertadores foi decidida nos pênaltis. O Iranduba que iniciou as cobranças, mas Camilinha foi a única que conseguiu converter para o time da casa, enquanto Andressinha e Monalisa tiveram suas cobranças defendidas pela goleira do Atlético Huila. Na quarta cobrança, Kelen chutou a bola por cima do travessão decretando a classificação da equipe da Colômbia, que já tinha convertido as suas três primeiras penalidades.

Após a derrota, o técnico Igor Cearense disse que a equipe do Hulk terá que se reerguer para a disputar o terceiro lugar do torneio. “É obrigação conquistarmos no mínimo o terceiro lugar. Isso é para mostrar respeito ao nosso torcedor, que fez seu papel nestes quatro jogos e veio torcer por nós. Temos que deixar a tristeza desta derrota e pensar na próxima partida”, disse.

E na outra semifinal, o Santos venceu com facilidade o Colo-Colo, por 3 a 0. Agora, as Sereias da Vila vão brigar pelo tricampeonato da Copa Libertadores Feminina contra o Atlético Huila.

Os gols foram marcados somente no segundo tempo. Aos 19 minutos, Maurine cruzou, pelo lado esquerdo, Allana finalizou e a goleira Castro Vivas espalmou para o lado direito, mas Chú apareceu e abriu o marcador, 1 a 0. Dois minutos depois, Mauriene fez novo cruzamento e Chú, desta vez de cabeça, ampliou. Aos 37 minutos, Maria fez cruzamento para pequena área e Sandrinha completou selando a vitória de classificação.

Para a técnica Emily Lima, o desempenho do Santos na ‘Liberta’, que é a única equipe com 100% de aproveitamento no torneio, com quatro vitótias, se deve à organização do grupo. “Eu acredito muito no planejamento e organização do trabalho. No futebol feminino já não cabe mais pegar uma peça aqui e outra ali para formar um time, precisa de planejamento, pois, no final, o entrosamento desse time vai fazer a diferença em um torneio de tiro curto como a Libertadores Feminina”, explicou a treinadora santista.