Levir culpa instabilidade do Fluminense por derrota para o Sport

Rio de Janeiro – O técnico Levir Culpi apontou a instabilidade da equipe como fator decisivo para a derrota do Fluminense por 2 a 1 para o Sport, domingo, na Ilha do Retiro, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador destacou que a sua equipe não conseguiu controlar o duelo e teve uma atuação abaixo do que ele esperava.

“Ficou resumido para mim no primeiro tempo, que foi muito abaixo do que estamos jogando. O resto foi altos e baixos, podia virar a coisa. Quando todo mundo achava que a gente ia virar, eles acharam mais um gol. O resultado foi merecido, é claro, porque ninguém prevaleceu na partida. Foram altos e baixos, o jogo ficou até emocionante em alguns momentos, mas realmente ficou muito abaixo do que nós podemos jogar, principalmente no primeiro tempo”, disse.

Levir lembrou que o Fluminense teve o controle da posse de bola, mas foi pouco efetivo no ataque. “A posse de bola é uma característica do Fluminense, é um time acadêmico, que toca bem a bola, é da história do clube. Procuramos manter isso, mas faltou muita objetividade. Não gostei da marcação dos volantes porque estávamos errando muitos passes. Com a entrada do Dudu procurei qualificar. O time precisava se desprender um pouco mais, por isso a troca já no primeiro tempo”, avaliou.

As chances desperdiçadas pesam nas críticas ao jovem atacante Richarlison, que inclusive foi substituído por Magno Alves no intervalo – o veterano marcou o gol do Fluminense no Recife. Levir, porém, pediu calma com o promissor jogador.

“Temos discutido bastante isso, o aproveitamento das oportunidades. Mas o Richarlison é um menino e temos que saber como tratar. É um diamante a ser lapidado. Mas temos outros jogadores, como o caso do Magno, que é um artilheiro e entrou bem na partida. Temos situações para mudar de peças. Mas o jogo de hoje acabou sendo decidido em uma bola meio espirrada, mas não tem muita queixa não. Fizemos um péssimo primeiro tempo”, comentou.

Com a derrota, o Fluminense ocupa o 11º lugar no Brasileirão com 13 pontos. O time volta a jogar nesta quarta-feira, quando vai receber o Santos, em Cariacica (ES), pela décima rodada.