Manaus terá ponto facultativo nos Jogos Olímpicos

Por Amanda Guimarães


Manaus – Nos dias de jogos do torneio de futebol feminino e masculino da Olimpíada Rio 2016, na Arena da Amazônia, em Manaus, nos dias 4, 7 e 9 de agosto, será decretado ponto facultativo pela Prefeitura de Manaus. As informações são da assessoria de comunicação do Comitê Olímpico Estadual das Olimpíadas Rio 2016.

Manaus receberá seis jogos, divididos em três rodadas duplas – quatro pelo masculino e dois no feminino. No dia 4 (uma quinta-feira), jogam Suécia X Colômbia, às 18h, e Nigéria X Japão, às 21h. No dia 7 (um domingo), os duelos são Suécia X Nigéria, às 18h, e Japão X Colômbia, às 21h. As mulheres entram em campo no dia 9 (terça-feira): Estados Unidos X Colômbia, às 18h, e Brasil X África do Sul, às 21h.

Segundo o Comitê Estadual Olímpico, aproximadamente 70 mil entradas já foram comercializadas, de um total de 132 mil ingressos para os três dias. Ainda conforme o órgão, a primeira rodada dupla está com a maior procura, até agora, com cerca de 30 mil ingressos já comercializados. Enquanto o terceiro dia de partidas ocupa a última posição, com apenas 40% de procura.

Os ingressos estão à venda com valores a partir de R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada) para o torneio feminino e R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada) para o torneio masculino, pelo site oficial podendo ser divido em até 3x sem juros. Nesta sexta-feira, será inaugurada a bilheteria da Rio 2016, em Manaus, no Centro de Convenções Vasco Vasques, ao lado da Arena da Amazônia.

O Comitê também informou que durante as partidas, não será permitida a entrada de vendedores ambulante nas dependências da Arena da Amazônia, conforme regras da Federação Internacional de Futebol (Fifa) e da Rio 2016. Ainda segundo a assessoria, os profissionais só poderão trafegar fora do perímetro de segurança montado no arredor do estádio, que será acessado apenas para moradores ou torcedores com ingressos.

Os moradores que residem no entorno da Arena da Amazônia precisarão realizar o recadastro, feito para a Copa do Mundo 2014, para o controle de acesso à área, durante o período de jogos. Segundo o Comitê Estadual, durante duas semanas, equipes compostas por policiais militares e bombeiros foram nas casas para colher informações sobre os moradores e os seus veículos.