Massa fica fora de treino e Hamilton crava melhor tempo do dia na Bélgica

No sábado, os pilotos vão disputar o treino classificatório às 8h (De Manaus). Neste mesmo horário, no domingo, será a largada da corrida

Bélgica – Poucas horas após ser superado por Kimi Raikkonen, Lewis Hamilton deu o troco e cravou o melhor tempo desta sexta-feira no segundo treino livre do GP da Bélgica de Fórmula 1. O finlandês da Ferrari foi o segundo mais veloz, seguido pelo compatriota Valtteri Bottas, da Mercedes. Felipe Massa ficou de fora da sessão porque danificou sua Williams na batida ocorrida no primeiro treino livre em Spa-Francorchamps.

O inglês Hamilton deu o troco no finlandês Raikkonen no segundo treino livre (Foto: Reprodução/Twitter)

Com 1min44s753, Hamilton obteve o melhor tempo do dia ao usar os pneus ultramacios ao longo da segunda sessão. Na primeira, estava com os macios, mais lentos. Raikkonen, o mais veloz do treino inicial, estava com ultramacios e manteve os compostos para a segunda atividade, assim como fizeram os demais pilotos nesta sessão.

O piloto da Mercedes precisou de 17 voltas para cravar a melhor marca do dia. Ele registrou seus melhores tempos na parte inicial da sessão, antes da forte chuva que praticamente inviabilizou o treinos nos minutos finais – o mau tempo já é tradição no circuito de Spa-Francorchamps.

Mesmo superado por Hamilton, Raikkonen baixou seu tempo, de 1min45s502, na primeira sessão, para 1min45s015, na segunda. Desta vez, ele foi seguido de perto por Bottas, da Mercedes, com 1min45s180. Líder do Mundial de Pilotos, o alemão Sebastian Vettel foi o quinto mais veloz desta vez, com 1min45s235, também mais rápido em comparação ao treino anterior, em que foi o terceiro colocado.

O quarto mais veloz foi o holandês Max Verstappen, que corre em casa. Apesar da nacionalidade holandesa, o jovem piloto nasceu na Bélgica. Com 1min45s225, o piloto da Red Bull deixou Vettel para trás. Também superou o australiano Daniel Ricciardo, seu companheiro de equipe, que foi o sexto colocado, com 1min46s072

Discreto na primeira atividade do dia, o alemão Nico Hülkenberg, da Renault, foi o sétimo mais veloz, com 1min46s441. O francês Esteban Ocon (1min46s473), da Force India, o espanhol Carlos Sainz Jr (1min46s561), da Toro Rosso, e o britânico Jolyon Palmer (1min46s670), da Renault, completaram o Top 10.

Felipe Massa desfalcou a Williams no segundo treino após bater contra a barreira de proteção no primeiro. No começo do dia, ele completou apenas três voltas no traçado antes de provocar a bandeira vermelha. Na segunda sessão, nem entrou na pista porque a equipe decidiu trocar o chassi do seu carro e as regras da F-1 vetam dois chassis diferentes para o mesmo carro no mesmo dia.

Felipe Massa bateu contra a barreira de proteção no primeiro (Foto: Reprodução/Twitter)

Massa, então, fez um retorno frustrante às pistas nesta sexta, após ficar de fora do GP da Hungria, na etapa passada, por ter passado mal antes do treino classificatório. Na quinta, ele precisou ser submetido a exames para ser liberado para fazer sua volta ao carro da Williams. Após a liberação, conseguiu completar apenas três voltas em Spa-Francorchamps.

No sábado, os pilotos vão disputar o treino classificatório às 8h (De Manaus). Neste mesmo horário, no domingo, será a largada da corrida.