Meninas do vôlei jogam em Manaus, hoje, na Arena Amadeu Teixeira

Equipe nacional feminina de vôlei encara a República Dominicana, na Arena da Amazônia, em duelo que marca o começo de uma reformulação para a Olimpíada de 2020, em Tóquio, no Japão

Karla Mendes e Diogo Rocha / vencer@diarioam.com.br

As jogadoras participaram de uma sessão de autógrafos na tarde de segunda-feira (Foto: Reinaldo Okita)

Manaus – Durante uma tarde de autógrafos, realizada nesta segunda-feira (29), a Seleção Brasileira Feminina de Vôlei falou sobre as expectativas em relação ao primeiro jogo da temporada, que será nesta terça-feira (30). O jogo será um amistoso contra a Republica Dominicana, na Arena Poliesportiva Amadeu Texeira, às 20h30, na rua Loris Cordovil, bairro Flores, zona centro-oeste de Manaus.

A equipe disputará diversos torneios ao longo da temporada, entre eles, campeonatos como o Grand Prix, Sul-Americano e Copa dos Campeões.

De acordo com José Roberto Guimarães, técnico da seleção, o amistoso servirá para avaliar os resultados do grupo.

“Hoje temos uma mescla de jogadoras que estão há bastante tempo na estrada e outras jogadoras que estão vestindo a camisa da Seleção pela primeira vez. Eu acredito que, em Manaus, nós estamos começando com o pé direito. Nós não treinamos muito porque elas estavam jogando o Campeonato Mundial de Clubes no Japão e algumas chegaram machucadas, mas o importante é jogar este amistoso e ver a resposta que esse grupo vai dar”, disse.

A jogadora Fernanda Tomé elogiou a torcida manauara e comemorou a participação no jogo de amanhã. “Essa é a terceira vez que eu participo de jogos em Manaus e a sensação é inexplicável. Estar na seleção agora é um sonho que foi fruto da minha temporada que fiz ano passado e aí consegui realizar esse sonho, graças a Deus”, contou Fernanda.

 

Próximos encontros

As equipes ainda se enfrentarão em mais uma disputa de um amistoso na próxima quinta-feira (02), na Arena Guilherme Paraense, na cidade de Belém, no Pará. Ja entre os dias 6 e 11 de junho,a equipe irá a Suíça para a disputa Montreux Volley Masters, campeonato que não é vencido desde 2013.

 

Chegada em Manaus

Com a presença da ponteira Natália e da oposta Tandara, a renovada equipe da Seleção Brasileira Feminina de Vôlei chegou a Manaus no início da tarde desta segunda-feira (29), véspera do amistoso contra a República Dominicana, na Arena Amadeu Teixeira. O grupo de 15 jogadoras convocadas pelo técnico e tricampeão olímpico José Roberto Guimarães chegou às 14h32, no saguão do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.

Apesar do pequeno grupo de torcedores, o entusiasmo era visível e o assédio e pedidos de selfies já eram esperados. Medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, Tandara foi logo chamada pelo público para pousar para fotos. Além da oposta e da capitã Natália, desembarcaram na capital do Amazonas as levantadoras Roberta e Naiane, as opostas Edinara e Fernanda Tomé, as centrais Adenízia, Carol, Mara e Bia, as ponteiras Rosamaria, Drussyla e Amanda e as líberos Léia e Suelen.

Simpática no atendimento aos fãs e uma das mais experientes da equipe do Brasil, Tandara afirmou que o amistoso em Manaus inicia o novo ciclo olímpico da Seleção Feminina e ajuda no entrosamento das novas atletas do grupo. Ela afirmou que o desafio é grande para as veteranas e as jogadoras da atual geração do vôlei. “É muitos importante fazer alguns jogos antes de começar os campeonatos, justamente, por isso. Estão chegando várias meninas novas. Do (grupo da Seleção) ano passado, só tem eu, a Natália e a Adenízia, então, é importante porque jogamos durante a Superliga (Feminina de Vôlei) contra, mas na Seleção temos que nos acostumar a jogar juntas”, disse a oposta.

Pela primeira vez jogando em Manaus, a ponteira Natália afirmou estar animada pela possível receptividade do público no amistoso com a República Dominicana. Fora de quadra, ela brincou que terá que ‘tomar mais um pouquinho de juízo’ por ser a nova capitã da Seleção Feminina.

“É muito legal jogar nosso primeiro jogo do ano no Brasil e em Manaus, que sabemos que o pessoal daqui adora vôlei. Tiveram jogos da Superliga (em Manaus) e fiquei sabendo que o ginásio estava lotado”, declarou Natália.