‘Spider’ pede paciência para evolução de lutadores do País

Convidado VIP do 1º Jaguar Combat, em Manaus, na última sexta-feira, peso-médio do UFC, Anderson Silva defende lutadores brasileiros na franquia e revela ansiedade para voltar ao octógono

Thiago Fernando / redacao@diarioam.com.br

Manaus- Na última quinta-feira (15), o ex-campeão da categoria dos médios do UFC, a lenda Anderson ‘Spider’ Silva, desembarcou, em Manaus, para participar da 1ª edição do Jaguar Combat, evento que aconteceu na sexta-feira, na Arena Amadeu Teixeira, localizada na Avenida Loris Cordovil, zona centro-oeste da capital, e contou com o apoio da REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (RDC). Em meio aos compromissos, o maior lutador de MMA de todos os tempos para muitos fãs da modalidade admitiu esperar voltar aos octógonos até o final deste ano e revelou preferir lutar do que ter que assistir os combates de seus amigos.

Convidado VIP do 1º Jaguar Combat, em Manaus, na última sexta-feira, peso-médio do UFC, Anderson Silva defende lutadores. (Foto: Reinaldo Okita)

“Espero que até o final do ano consiga voltar a lutar. O velhinho ainda tem umas garrafinhas para quebrar. No Jaguar Combat, tive um amigo, irmão, lutando, que é o Monbassa (Edgar). Fiquei muito nervoso só de ver ele. É muito ruim ver um amigo lutar. É mais fácil estar lá dentro”, afirmou o lutador.

 Muito descontraído, Anderson Silva participou de uma live transmitida pelo portal D24AM no Facebook. Ele fez questão de aproveitar o espaço para conversar com os funcionários do hotel onde ficou hospedado, o Bristol, localizado na Avenida Torquato Tapajós.

“Baguncei um pouco fazendo as entrevistas. Essa foi a minha primeira vez no Amazonas e fiquei muito feliz. Estava ansioso para o evento. Vi com muita felicidade a oportunidade de conhecer o Amazonas. O evento prometia demais. Conhecia alguns lutadores e sabia que viria coisas boas. Estava excitado para ver as lutas. Agradeço todo o povo de Manaus. Tive uma recepção fantástica no aeroporto. Todos muito educados. Aproveitei bastante o momento que passei com eles no seminário. Foi muito legal”, citou Spider.

Questionado sobre o atual momento dos lutadores brasileiros no UFC, o ex-campeão lembrou que o MMA do País passa por um processo de renovação e que os novos atletas precisam de apoio para evoluir. “Estamos passando por uma renovação. Vai demorar um pouco para a gente voltar a ter a hegemonia que a gente tinha, mas estamos em um caminho. Temos grandes nomes e grandes lutadores”, declarou.

Para Anderson Silva, os fãs de MMA do Brasil precisam ter mais paciência com os lutadores da nova safra. “Vamos aguardar. Temos que acompanhar a evolução do esporte e, quem sabe, não conseguimos recuperar a hegemonia que os lutadores brasileiros sempre tiveram. O esporte merece um pouco mais de reconhecimento, assim como eu e o Jacaré, entre outros lutadores que levam o nome do Brasil mundo afora”, explicou Silva.

O peso-médio do UFC ainda deu um conselho bem-humorado para todos os que sonham começar uma carreira no MMA. “Quem quer seguir na carreira, é fácil. Vai estudar”, finalizou rindo.