Thiago Silva defende seu lado emocional

Zagueiro da Seleção Brasileira ignora críticas pela instabilidade na Copa do Mundo de 2014, quando era o capitão da equipe canarinho, e afirma estar firme mentalmente para o Mundial da Rússia

Agência Estado

Londres – Titular e capitão da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2014, o zagueiro Thiago Silva até hoje convive com críticas por causa de sua instabilidade emocional. Ele não concorda que seja instável. Garante estar preparado para disputar sua terceira Copa, já que “aos 33 anos, me sinto como um garoto” e procura conviver com os comentários com tranquilidade.

Thiago Silva vai para sua 3ª Copa do Mundo e assegura estar em boa fase. (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

“Encaro naturalmente. Sou assim (emotivo) e o mais importante é que isso nunca me atrapalhou dentro de campo. Em todos os jogos, eu me concentro ao máximo. Se a gente tem sentimento, quando tem uma perda grande, deixa a emoção chegar. Todo mundo é assim”, disse o zagueiro do Paris Saint-Germain (PSG), ontem à tarde, em Londres, após o treino da Seleção Brasileira no CT do Tottenham.

Thiago Silva se considera em um dos melhores momentos da carreira e pronto para ser titular do Brasil, se o técnico Tite assim o decidir. Ele briga por posição com Marquinhos. “Temos uma briga sadia, que faz elevar o nível de concentração. O importante é que a Seleção tem quatro jogadores que podem dar conta do recado. Até mesmo o Geromel, que joga no Brasil, é um grande zagueiro”, disse.

O zagueiro assegura que não só ele como toda a Seleção está forte mentalmente. “Nos últimos jogos, temos demonstrado força, principalmente, contra a Alemanha. Depois do 7 a 1 (da Copa de 2014), jogar novamente e ter bom resultado, mostra que nos preparamos muito bem para o jogo”, afirmou.

Suspenso, Thiago Silva não jogou contra a Alemanha naquela partida no Mineirão e recordou ter sido muito difícil ficar vendo a equipe e seus companheiros serem goleados. “Você estando fora, por mais que tente passar forças positivas, não pode ajudar diretamente o grupo”, disse, explicando que no intervalo foi ao vestiário tentar dar apoio aos colegas.

Reforço

O atacante Roberto Firmino resolveu encurtar a sua folga e se apresentou, ontem de manhã, à Seleção Brasileira, que se prepara em Londres para a Copa do Mundo. Ele chegou ao CT do Tottenham a tempo de participar do treinamento comandando por Tite. O jogador do Liverpool estava dispensado até hoje, assim como Marcelo e Casemiro, do Real Madrid.

Logo depois da chegada, Firmino falou ao site oficial da CBF sobre a apresentação antecipada. “Liverpool é aqui do lado. Vim de trem. Tinha mais um ou dois dias em casa, mas decidi vir antes e começar o trabalho já”, disse o atacante, que, assim como a dupla do Real Madrid, ganhou um descanso após a participação na final da Liga dos Campeões, no sábado, em Kiev, vencida pelo time espanhol, por 3 a 1.

Coincidentemente, a Seleção Brasileira vai jogar domingo na ‘casa’ de Firmino, o Anfield Road, estádio do Liverpool, em amistoso com a Croácia.