Torcida deve gerir futebol do Nacional, em 2019

Um grupo de torcedores se reunirá, na noite desta quarta-feira (28), na sede do Leão da Vila, para apresentar uma proposta de terceirização

Natasha Pinto / vencer@diarioam.com.br

Manaus – Diante de uma ‘crise sem precedentes’ no Nacional, segundo o presidente do clube, Roberto Peggy, uma comissão formada por 20 torcedores do Leão da Vila se reunirá nesta quarta-feira (28) para discutir uma proposta de terceirização do departamento de futebol da agremiação. O encontro será na sede do clube, no bairro Adrianópolis, zona centro-sul de Manaus, a partir das 19h.

Sem dinheiro, o grupo de torcedores calculou dois orçamentos para montar o elenco do Naça para o Campeonato Amazonense de 2019. “Chegamos a dois valores. Uma equipe para participar do torneio (Estadual) seria em torno de R$ 80 mil mensais. Se quisermos disputar o título, a equipe seria de R$ 150 mil por mês. Então, reuniremos os torcedores nacionalinos para mostrar a discriminação destes valores, decidir o melhor para o nosso time”, explicou o presidente da torcida organizada Narraça e membro da comissão, Wilson Machado.

Em crise financeira, time do Nacional disputará apenas o Campeonato Amazonense no próximo ano (Foto: Eraldo Lopes)

E apesar de estar às vésperas da eleição para a presidência do Nacional, que será no início de dezembro, o presidente do Leão da Vila, Roberto Peggy, explicou que a terceirização do futebol é viável pelos torcedores. Mas é preciso apresentar um planejamento para o conselho deliberativo do clube e, se aprovado, a comissão terá poder sobre o departamento de futebol. “O novo estatuto permite a terceirização do departamento de futebol, sem muita burocracia, desde que não ultrapasse o tempo de mandato do presidente em exercício”, explicou.