Tubarão está na boa enquanto para o Fast só reza e pontos

Na última rodada da primeira fase da competição, o Rolo Compressor não depende de si para avançar à segunda fase, diferente do Princesa, que precisa vencer o lanterna Real Desportivo

Thiago Fernando/redacao@diarioam.com.br

Princesa venceu todos os jogos em casa (Foto: Eraldo Lopes)

Manaus – No próximo domingo (25), os representantes do Amazonas entram em campo para disputar a última rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série D. Princesa do Solimões e Fast precisam vencer para manter vivo o sonho de recolocar o Estado na terceira divisão nacional. Porém, a tarefa não é fácil. O Rolo Compressor, por exemplo, além de conquistar os três pontos, ficará ‘à espera de um milagre’ para continuar na competição.

Com apenas seis pontos e na terceira colocação no Grupo A2, o Tricolor tem que vencer o Baré-RR, na Arena da Amazônia, e torcer contra o Gurupi-TO, segundo colocado com oito pontos, que recebe o São Raimundo-PA, líder grupo, com 10 pontos.

Caso a primeira combinação aconteça, o Fast terminará a primeira fase na segunda colocação, com nove pontos, e ainda não estará classificado. O Tricolor vai ter que esperar o fechamento da rodada para saber se ficou entre os 15 melhores segundo colocados do campeonato.

Segundo o regulamento da competição, organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), avançam para a segunda fase os 17 primeiros colocados e os 15 melhores vice-líderes. Assim, mesmo com nove pontos, o time amazonense pode ser eliminado da competição.

Exemplo da situação delicada do Fast é o que aconteceu com o principal rival do time, o Nacional, que se despediu da Série D por causa do saldo de gols. O Leão fez o dever de casa, venceu o Genus-RR por 2 a 1, no Estádio Ismael Benigno, a Colina. Porém, aos 47 minutos do segundo tempo, o Espírito Santos-ES marcou o único gol da vitória sobre o Caldense e avançou com a última vaga dos melhores segundo colocados.

A situação do Princesa é bem mais tranquila, no Grupo A1, mas não é fácil. Com nove pontos, o Tubarão depende apenas de suas forças para avançar. Na última rodada, a equipe de Manacapuru (a 68 quilômetros a oeste de Manaus) visita o Real Desportivo-RO, no Estádio Valerião. Uma vitória sobre o adversário, que é o lanterna da chave, levará o Princesa aos 12 pontos. A pontuação pode garantir o primeiro lugar do grupo, dependendo do resultado entre Atlético-AC e Trem-AP. Caso termine na vice-liderança, o Tubarão fica entre os cinco melhores segundo colocados.

Segunda fase

A partir da próxima fase, a Série D será disputada no sistema de mata-mata. Os 32 classificados serão divididos em dois blocos. No bloco 1, ficarão os melhores 16 colocados. No bloco 2, o 17º melhor primeiro colocado e os 15 segundos colocados. O melhor primeiro colocado enfrentará o 15ª melhor segundo colocado. O segundo melhor primeiro colocado duelará com o 14ª melhor segundo colocado. E assim por diante. As partidas serão disputadas em jogos de ida e volta. Sendo que a equipe de melhor campanha joga a segunda em casa.