Voluntários comemoram experiência durante Jogos Olímpicos em Manaus

Por Amanda Guimarães


Manaus – A experiência do professor de inglês, José Aroldo, de 34 anos, durante as partidas dos Jogos Olímpicos Rio 2016, em Manaus, foi bastante ‘animadora’. Ele integrou o grupo de 350 pessoas do projeto Ajuri Voluntários da Amazonas, do Governo do Estado, que ficou responsável por recepcionar os torcedores na Arena da Amazônia, no Live Site da Ponta Negra e no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.

Sobre o aprendizado, Aroldo contou como foi recepcionar pessoas em um dos eventos esportivos mais importantes do planeta proporcionou um intercâmbio com outros países.

“Primeiramente este é um marco no Brasil e no mundo. Pensávamos que seria apenas no Rio de Janeiro, depois descobrimos que Manaus seria uma das sedes de futebol e eu precisava fazer parte deste marco histórico. Durante os jogos, tive contato com pessoas de diversas cultura e isso jamais vou esquecer”, disse o voluntário.

Ainda conforme o voluntário, a responsabilidade durante as partidas era alegrar as pessoas antes de entrarem na Arena da Amazônia. Tarefa, que segundo ele, foi realizada com sucesso.

“Eu não sei se vou vivenciar isso novamente, então ser voluntário na Olimpíada foi algo maravilhoso”, ressaltou o professor de inglês.

Já a estudante Alcinete dos Santos, 37, que também foi voluntária na recepção dos torcedores, destacou o processo de seleção para participar do projeto.

“Foi de super importância para o meu currículo. Passamos por uma seleção e, quem tinha mais cursos, era convocado para fazer entrevistas. Participar de uma Olimpíada vai ficar marcado para sempre”, finalizou Alcinete.